A menina que queria ser astronauta

a menina que queria ser astronauta

Desde criancinha, bem pequenininha mesmo eu era a menina que queria ser astronauta, quando a professora perguntava em sala de aula o que queríamos ser quando crescêssemos. Professora, bailarina, médica e veterinária eram as respostas mais comuns. Mas eu queria ser astronauta.

Não era nada comum e eu tenho minhas teorias a respeito, mas o fato é que eu não dava a menor bola para os olhares de estranhamento ou pena. Não era nem descaso da minha parte. Era simplesmente falta da necessidade de aprovação. Era o meu sonho, era lindo e pronto. Me bastava.

A menina que queria ser astronauta

Algo sobre a lua, sua cor, sua forma. Aquela bola branca em meio as estrelas e a escuridão fazia eu sonhar acordada por horas a fio. Muitas vezes abri a janela do meu quarto, de madrugada, para ficar olhando o céu e fantasiando que eu estava lá, flutuando no balé da falta de gravidade.

Eu cresci e a vida seguiu seu curso. E assim foi até o dia que eu descobri o Instagram. Demorou um pouco, eu confesso. Não sou do tipo “early adopter” para qualquer coisa… Mas o que tem a ver Instagram com astronautas, Claudia?

A menina que queria ser astronauta

Foto @ISS

Tem a ver sim, pois lá no Instragram eu comecei a seguir a NASA, a Estação Espacial Internacional (@ISS) e os astronautas mais F@#$% do planeta. Através deles eu vejo coisas que antes só imaginava e aprendo mais do que eu nunca sonhei na vida que aprenderia a respeito do espaço, do universo, de astronomia e… sobre o trabalho de um astronauta. 

O IG da NASA(@nasa) é quase poético. Eu gostaria de saber quem é(são) a(s) pessoa(s) (ou pessoas) que escreve(m) os posts, que conseguem transformar ciência em algo tão inspirador. Você poderá ler, por exemplo, sobre dois sistemas se fundindo em um só, verá uma foto do telescópio Hubble e lerá um texto explicativo contando todo o processo enquanto o compara a uma dança silenciosa no espaço infinito. É de chorar de tão lindo! Infelizmente é em inglês, mas para quem é fluente e gosta desses assuntos, é um deleite… (desconfio que seja só eu a #diferentona. Mentira, eles tem milhões de seguidores…).

Quando, na minha vida, eu pensei que 2 galáxias se fundiriam em uma só? E que eu poderia ver uma foto disso? (Foto mais abaixo)

A menina que queria ser astronauta

Scott Kelly @ISS

No dia 01 de março de 2016 o astronauta Scott Kelly (@stationcdrkelly) voltou à terra depois de bater o record americano de permanência no espaço, de 340 dias em uma missão (#yearinspace) e ao todo 520 dias somando todas as suas missões. Imagine ficar 1 ano inteiro sem respirar ar fresco, preso em uma estação espacial? Imagine o que ele viu, sentiu, fez durante esse ano inteiro, sendo observado 24 horas por dia 7 dias por semana? 

Além de todo o trabalho da missão, Kelly era super ativo no Instagram e Twitter, postando imagens sensacionais e mensagens cheias de humor. A gente não precisou imaginar… pudemos acompanhar diariamente o que ele fazia!

A menina que queria ser astronauta

Scott e seu irmão gêmeo. Foto @NASA

O que poucos sabem é que Kelly tem um irmão gêmeo, chamado Mark, também astronauta. Os dois fazem parte de um estudo que irá acompanhar e medir os efeitos da falta de gravidade, isolamento, radiação e todo o stress envolvido na missão, sobre o corpo de Kelly e de seu irmão gêmeo, que ficou esse tempo todo na terra.  Será o parâmetro de comparação.

Este estudo faz parte do projeto para a ida à Marte e ajudará os cientistas a comparar os efeitos do espaço, no corpo e na mente ao longo do tempo. Afinal, a NASA calcula que só para chegar lá levarão 4 anos, com a tecnologia disponível hoje.

Enquanto isso, eu aqui em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, pensando que, graças a tecnologia que esses caras inventam, posso, no mínimo, saber de tudo isso. Talvez esse estudo sirva para garantir nosso futuro como espécie. Talvez sirva pra provar que é nossa responsabilidade cuidar da nossa casa, pois não temos outra para ir. Ainda.

__________________________________

Assine nossa Newsletter para receber novidades uma vez por semana, além da nossa Agendinha POA com a programação infantil para o final de semana. E participe do grupo Passeando em Porto Alegre, no Facebook para dicas de passeios, oficinas, restaurantes todos os dias se você estiver na região.

               * campo obrigatório

Veja um exemplo aqui

__________________________________

A menina que queria ser astronauta

Foto @popsugar.com

Do futuro, ninguém sabe. Mas podemos imaginar. Se até o ganhador do Oscar faz discurso sobre o futuro do planeta, o que nós estamos fazendo? Esperando o governo resolver? Se não podemos ir ao espaço e fazer estudos complicadíssimos, uma coisa podemos fazer. Ter responsabilidade sobre nossas ações aqui mesmo. Na nossa casa. Podemos buscar informações sobre alimentação, consumo consciente e ações concretas de educação ambiental que podemos transmitir aos nossos filhos. 

Não virei astronauta, mas posso fazer a minha parte. Faça a sua também. Por você, por seus filhos. Por todos nós.

__________________________________

Alguns filmes recentes para te inspirar:

Gravidade

Interestelar

Perdido em Marte

Para assistir com os baixinhos:

Wall-E

__________________________________

Sobre o projeto para colonizar Marte, você já ouviu falar? Pois é… pode saber mais aqui (em inglês).

E aqui a tal fotografia da fusão de dois sistemas, com o texto original do post no Instagram. Quando a poesia encontra a ciência. texto original abaixo da foto:

A menina que queria ser astronauta

Fusão de dois sistemas. Foto ESA/Hubble @Nasa


“This curious galaxy — only known by the seemingly random jumble of letters and numbers 2MASX J16270254+4328340 — has been captured by the Hubble Space Telescope dancing the crazed dance of a galactic merger. The galaxy has merged with another galaxy leaving a fine mist, made of millions of stars, spewing from it in long trails.

Despite the apparent chaos, this snapshot of the gravitational tango was captured towards the event’s conclusion. This transforming galaxy is heading into old age with its star-forming days coming to an end. The true drama occurred earlier in the process, when the various clouds of gas within the two galaxies were so disturbed by the event that they collapsed, triggering an eruption of star formation. This flurry of activity exhausted the vast majority of the galactic gas, leaving the galaxy sterile and unable to produce new stars.

As the violence continues to subside, the newly formed galaxy’s population of stars will redden with age and eventually begin to cool and dim one by one. With no future generations of stars to take their place, the galaxy thus begins a steady path of fading and quieting.”

__________________________________

Curiosidade:

Sabia que tem uma Barbie astronauta? No meu tempo não tinha…

wall-e trailer legendado

 

Ontem, dia 08 de março, no dia internacional da mulher, a NASA também fez uma homenagem, publicando uma foto das mulheres astronautas trabalhando em uma estação espacial. Caiu uma lágrima aqui de tanto orgulho…:

Astronautas - Foto@NASA

Astronautas – Foto@NASA

Você pode visitar a Nasa se for à Disney em Orlando, sabia?

__________________________________

Siga As Passeadeiras no Instagram, nosso IG é o @As_Passeadeiras para ver fotos inspiradoras de passeios e viagens com crianças.

Obrigada pela visita e volte sempre!  Mas antes de sair, conte pra gente o que você queria ser quando crescesse? :-)

Beijos das Passeadeiras!

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

13 comentários

  1. Carla 9 de março de 2016, 13:01 comentar

    Adorei e já estou convencida a seguir a NASA! #vouteimitar. Agora ficou a pergunta: por que desistiu do sonho?

    • Claudia Bins 9 de março de 2016, 13:05 comentar

      Carla, eu queria ganhar $$ logo para poder viajar pelo mundo! kkkkk

  2. Guaciara 9 de março de 2016, 14:30 comentar

    Piro em fotos tiradas do espaço! Adorei saber que seu sonho de criança era ser astronauta, eu nunca quis, mas sempre AMEI estudar o espaço… adoro visitar planetários e visitava sempre até o antigo podrinho planetário de SP (que foi reformado, tenho que ir!). Fui uma vez ao planetário de SP quando um cometa ia passar próximo da Terra, fui lá para ver nos telescópios. Em Buenos Aires, aconteceu aquele eclipse em setembro passado, paguei uns trocados para um moço que alugava telescópios para ver os planetas e a lua eclipsando. Decorei rapidinho os planetas do sistema solar, sempre me intriguei em como existem tantos planetas e só o nosso é povoado (duvido). Olha, amei mesmo e bateria um papo louco com vc sobre isso por horas! Vou seguir a ISS tb! Bjs!

    • Claudia Bins 9 de março de 2016, 16:31 comentar

      Que legal Guaciara! Que bom encontrar mais alguém que curta tanto quanto eu :-). Nós aqui amamos visitar planetários, eu “cato” um onde eu estiver e levo as meninas junto… acho lindo e inspirador! Vamos ver se conseguimos nos encontrar para esse papo de horas hein?

  3. Alexandre Coelho 9 de março de 2016, 17:16 comentar

    Cláudia, Parabéns pelo trabalho. Diga-se, um trabalho completo que agrega saber e desperta para a vida planetária. Para onde estamos indo? Trouxe diversidade ao assunto. Meus cumprimentos a todas mulheres, astronautas ou não.

  4. Melissa Lima 10 de março de 2016, 01:35 comentar

    Olha que interessante né? Nós somos seres únicos mesmo!
    Eu confesso que fui a Houston esse final de ano e não quis nem passar perto da Nasa. Não me chama a atenção não, mas vendo você descrever sua paixão, ficou bem poético! Adorei! E se fosse você compraria essa Barbie Nasa! hahahaha, adorei!

    • Claudia Bins 10 de março de 2016, 11:57 comentar

      Verdade Melissa, ainda bem né? Imagina que chato seria se fossemos todos iguais? :-) Mas também é legal ver coisas novas, novas perspectivas. A gente pode acabar criando uma nova paixão que nem imaginava! Beijos

  5. Liliane Arend 10 de março de 2016, 08:48 comentar

    Muito bacana o seu post …. apesar de não ter se tornado uma astronauta o fato de continuar com essa visão dentro de ti faz com que não se limite apenas ao mundo que está a sua volta e que você pode ver com seus próprios olhos! Inspirador, como te disse depois de começar a ler o seu post não pude deixar de olhar para a minha pequena, que fará 1 aninho em 2 semanas, e me perguntar oq será que ela vai querer ser qdo crescer?????
    Ainda bem que hoje em dia podemos usar a expressão de que ‘o céu é o limite!’
    Muito bacana.
    Beijocas
    Li

    • Claudia Bins 10 de março de 2016, 11:55 comentar

      OI Liliane, obrigada pela visita e fico feliz em saber que o post gerou reflexão e inspiração. A gente escreve pra isso não é? Tão bom quando dá certo e temos esse retorno. :-) Concordo com você, o céu é o nosso limite!

  6. Simone Hara 10 de março de 2016, 21:13 comentar

    Adoro essa temática, tanto que quando visito Orlando, obrigatoriamente dou aquela esticadinha até Cape Canaveral.
    Maior emoção foi quando fiz o tour que me levou ao prédio onde eram montadas as Space Shuttle (não existe mais esse tour) e até a plataforma de lançamento (esse eu acho q ainda existe e já falei dele no blog) … Estar ali foi quase como pisar em solo sagrado pra mim!

    • Claudia Bins 11 de março de 2016, 01:01 comentar

      que sonho Simone!!! Eu ainda não conheço, acredita? Mas tá na lista, ah isso tá! 😉

  7. Luciana 21 de março de 2016, 19:10 comentar

    Adorei o post! Nada comum mas muito interessante!!! Parabéns!!! Vale a pena o passeio na NASA em Cabo Canaveral!!! beijos.. bons voos…

  8. […] Leia aqui sobre a menina que queria ser astronauta […]

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

error: Content is protected !!