Diário de Portugal – Atendimento médico de emergência em Portugal

atendimento médico em portugal

Estamos aqui a pouco mais de uma semana desde que mudamos e, depois de uma visita à cidade de Óbidos, Manoela e eu ficamos bem resfriadas. Manoela então, fez um processo alérgico respiratório, bem severo, a ponto de precisarmos de atendimento médico em Portugal, pela primeira vez.

Foi uma ótima oportunidade de utilizarmos o PB4 ou CDAM, o certificado de saúde que dá aos brasileiros o direito à assistência médica em Portugal, Itália e Cabo Verde.

 

Leia aqui o que é e como solicitar o PB4

 

Depois de uma noite bem mal dormida, sem conseguir respirar direito, conversamos aqui em casa e resolvemos ir até o Centro de Saúde, aqui de Cascais. Procurei o endereço na internet e confirmei com uma amiga que morou aqui muito tempo. O centro fica na Rua Padre Moisés da Silva, bem ao lado do Mercado de Cascais.

 

Atendimento médico em Portugal

Centro de Saúde de Cascais

 

Fomos até lá, estacionamos o carro no parquímetro em frente e colocamos moedas para 30 minutos. Ao chegar, logo na entrada existe um totem para retirada de uma ficha numerada, conforme o atendimento. Solicitamos atendimento geral, sem ter muita certeza se era aquilo mesmo. Logo em frente fica um segurança em uma mesinha, então perguntamos a ele, que confirmou ser o tipo correto. Nossa senha era a 4ª na fila do atendimento. Demorou 10 minutos e fomos chamados ao balcão de atendimento.

Expliquei o que se tratava e a atendente, bem solícita, informou que ali não tratam urgências. Se fosse o caso nós poderíamos levar Manoela ao hospital que ela seria atendida imediatamente. Outra alternativa era voltarmos ali às 15:30 para uma consulta médica. Ela ainda perguntou qual nossa morada (endereço) e se já estávamos inscritos ali no Centro de Saúde.

Informamos que ainda não estávamos inscritos e que tínhamos o formulário PB4 (o convênio de saúde entre Brasil e Portugal, que funciona como um seguro saúde). Aproveitei para perguntar se podíamos nos inscrever naquele momento.

Ela então informou que para fazer a inscrição é preciso ter o processo do visto de residência  concluído. No nosso caso temos somente o visto temporário e o agendamento no SEF para a conclusão do processo e consequente Reagrupamento Familiar. Portanto não foi possível fazer a inscrição. 

O que existe, neste caso, é uma inscrição esporádica, que dá direito a atendimento mesmo sem a inscrição final, que te dá um número de utente com o qual você é atendido e tem todo o seu registro médico computado por ele.

Conversando com amigas aqui, descobri que é possível requerer uma credencial para as crianças, conforme a Convenção sobre os Direitos da Criança. Com essa credencial em mãos é possível então inscrever as crianças no Centro de Saúde para que sejam atendidas, independentemente de sua situação no país. A Renata Lese, do blog www.renatalese.blogspot.pt escreveu sobre isso, então fui correndo atrás de informações de como conseguir a tal credencial para as meninas.

Aqui acho importante ressaltar que a credencial será mais uma garantia que teremos atendimento médico caso nossas cópias do formulário PB4 acabem durante o período em que esperamos nosso visto. Lá no Brasil eles nos deram somente 4 cópias, sendo que uma delas foi para o consulado junto com o requerimento do visto. Para fazer mais será preciso algum familiar voltar na Secretaria Nacional de Saúde e solicitar em nosso nome, por procuração. Eles então enviarão pelo correio para nós, aqui em Portugal. Viram que burocracia?

Voltando ao atendimento médico em questão, mais uma informação importante. A diferença entre a inscrição esporádica e a permanente é o valor da taxa de co-participação que temos que pagar. Para um adulto, a taxa será de 4,5 euros se for cidadão ou tiver o visto de residência e um número de utente. Se for inscrito esporadicamente, pagará 36 euros. É uma senhora diferença, não?

Para crianças até 12 anos não há taxas, o atendimento é gratuito, mesmo para quem não tenha o PB4.

Saímos dali com a indicação de voltarmos às 15:00 para uma consulta, que acabou não sendo possível de fazermos. Quando chegamos já haviam 10 pacientes na nossa frente e a atendente informou que a médica não atenderia mais pessoas naquele dia. Ela nos orientou a irmos no hospital da cidade.

Fomos então ao hospital, que por sinal, era maravilhoso. Entramos no setor de emergência, pegamos uma senha no totem de atendimento. 1 minuto depois chamaram nosso número. Explicamos o caso, apresentamos o PB4 (se tivéssemos o número de utente, apresentaríamos no lugar do PB4). O atendente fez uma cópia, nos devolveu o PB4 e nos orientou a entrarmos no setor de atendimento infantil.

Atendimento médico em Portugal

Setor de Urgências no Hospital de Cascais

Fui com a Manoela, enquanto Juju e papai voltaram para o saguão. Mais uma vez aguardamos chamarem nosso número, o que demorou menos de 10 minutos. Era uma triagem, acredito que feita por enfermeiras. Elas fizeram perguntas e preencheram uma ficha eletrônica. Fizeram medições (febre e outros dados) e colocaram uma pulseira colorida em mim e na Manoela. Depois nos orientaram a passar a uma das salas de espera (a com a cor correspondente à pulseira) e aguardar novamente a chamada.

Mais 10 ou 15 minutos se passaram e fomos chamadas a um dos pontos de atendimento. Lá fomos atendidas por uma médica muito jovem e muito simpática. Ela foi bem querida com a Manoela e perguntou seu histórico, coletou mais dados e a examinou clinicamente. Comprovada a rinite alérgica, voltamos a mesa e ela preencheu um receituário com 2 medicamentos. Fez algumas orientações, explicou o quadro e pronto, estávamos liberadas. 

Ao todo, entre entrarmos no estacionamento e sairmos, depois do atendimento, levamos 50 minutos.

Gastamos 1,10 euros do estacionamento e só. Comprovamos o uso do PB4 e a excelência das instalações e do atendimento do Hospital de Cascais. Ficamos super satisfeitos e Manoela, encantada.

Saímos de lá, passamos na farmácia e compramos os 2 remédios, que custaram pouco mais de 13 euros.

Atendimento médico em portugal

Hospital de Cascais


Hospital de Cascais Dr. José de Almeida

O Hospital de Cascais Dr. José de Almeida funciona em regime de parceria público-privada servindo a população do concelho de Cascais e oito freguesias do concelho de Sintra, estas últimas exclusivamente na área materno-infantil. Suas instalações são novíssimas e suas atividades inciaram em fevereiro de 2010.

 

*** Atualização em Maio/2018

 

Depois de um ano, atualizo este post contando que durante este período retornamos 4 vezes ao hospital de Cascais, agora já com nossos números de utente (o número do Serviço Nacional de Saúde) em mãos. Foram experiências bem diferentes. Em todas as vezes o serviço inicia no balcão, onde existe uma conferência de dados. É preciso apresentar um documento (apresentamos a Autorização de Residência), o NIF e o número de utente e nos é dado um papel com o número que seremos chamados para o atendimento.

Uma vez com Juju, que passava mal do estômago, tinha dores e febre, recebemos pulseira verde na triagem e depois do atendimento foi preciso fazer exame de urina. Ficamos 6 horas lá. O atendimento infantil é gratuito. Na saída, passei novamente no balcão para perguntar se era preciso pagar algo e nos informaram que não, estava tudo certo, mesmo com exames.

O marido precisou de atendimento e também fez uma bateria de exames. No caso dele demorou quase 8 horas!! Foi muito demorado mesmo. E teve custos. Foram vários exames de sangue e raio x que totalizaram cerca de 40 euros, que não foi preciso pagar na saída. Eles deram um papel com os custos discriminados e instruções para pagamento posterior. Uma semana depois o marido voltou para reconsulta, de acordo com as instruções da médica e foi um horror. A atendente da enfermaria simplesmente não passou ele para atendimento e o pobre ficou horas sentado aguardando. Pediu ajuda no setor de utentes e parece que foi pior. Só foi atendido horas depois quando a própria médica passou por ali e o viu sentado. Foi realmente uma experiência horrorosa! O lado bom foi que o remédio prescrito (com receita e número de utente) custou 1,5 euros! Era um antibiótico de largo espectro para tomar ao longo de 5 dias! Barato, né?

Ontem (domingo) fui com a Juju ao hospital porque ela havia machucado o dedo polegar, que estava bastante inchado. Fomos atendidas, com triagem, exame clínico, raio x e colocação de ataduras em 45 minutos no total. Foi excelente! É importante ressaltar que ela recebeu a pulseira amarela, que tem prioridade sobre a verde.

Resumindo, parece não ter um padrão.  :-(

 

_____________________________________ 

 

 Procurando hotéis ou apartamentos em Portugal? Faça suas reservas clicando no link abaixo, escolha opções com cancelamento grátis e leia os reviews e comentários sobre cada oferta. Assim você garante o melhor preço e a melhor opção de hospedagem para sua viagem através do nosso parceiro Booking.

Booking.com

 

 

Ainda não é cadastrado no Booking? Clique aqui e receba R$50,00 de crédito na primeira viagem.

 

_____________________________________ 

 

Procurando sugestões de passeios por Portugal?

 

Um dia em Cascais

Butchers – Carne de primeira em Lisboa

Estufa fria de Lisboa

L’Éclair Patisserie – Um pouco de Paris em Lisboa

Pastelaria Versailles, um dos cafés mais bonitos de Lisboa

Roteiros, hotéis e passeios no Algarve 

Roteiros, hotéis e passeios no Alentejo

Veja o relato completo do roteiro de Évora ao Porto aqui.

15 razões para visitar Aveiro, a Veneza de Portugal

Colhendo cerejas em Portugal

Procurando onde se hospedar com crianças em Lisboa? Veja aqui nossa dica!

Zoológico de Lisboa – Passeio imperdível com crianças!

Sesimbra – Um bate-volta de Lisboa no melhor estilo BBB – e lindo demais!

Museu do Oriente – Um dos melhores museus de Lisboa

Roteiro pelo Bairro Príncipe Real em Lisboa

Fábrica da Nata – Um dos Cafés mais lindos de Lisboa

Dica de passeio bate-volta desde Lisboa: Visitando Óbidos, a cidade das rainhas

Vá de Lisboa ao Algarve visitando castelos – Um roteiro inesquecível!

Hospede-se em um palácio no Algarve, sem ficar pobre!

Algarve com crianças: Passeando em Faro

Algarve com crianças: um dia em Tavira, a cidade das lendas e do rio de dois nomes

Hotel Vila Galé Évora – Simplesmente inesquecível

Férias em Portugal: 45 dias, 4 alegrias e 1 tristeza

Algarve com crianças: Júpiter Algarve Hotel, a pérola de Portimão

Viajando com crianças? Veja aqui nossas dicas para arrumar as malas

15 dicas para viajar de avião com crianças

 

Pensando em morar em Portugal? Veja aqui nossas dicas quentinhas

 

Checklist depois da mudança

4 Dicas práticas para quem pensa em vir morar em Portugal

Leia aqui o checklist que fizemos antes de nossa mudança

Checklist depois da mudança – o que você vai ter que fazer assim que chegar lá

Adaptação da família em Portugal

Dicas para alugar apartamento em Cascais

Como abrir conta bancária em Portugal – Nossa experiência com o Activo Bank

Como transferir dinheiro do Brasil para Portugal – Nossa experiência com o TransferWise

SEF – Autorização de Residência e a novela do visto

 Leia aqui como obtivemos o visto D7 para residir em Portugal

Como obter o visto de imigrante empreendedor

Vai dirigir em Portugal? Saiba como trocar sua CNH pela Carta de Condução Portuguesa

Dicas para mobiliar sua casa em Portugal

Supermercados em Portugal

PB4 – O que é e como pedir o seu

Como é o atendimento médico de urgência em Portugal (ou como foi nossa experiência)

Apartamento para alugar na ribeira do Douro no Porto

Como alugar um apartamento pelo Airbnb – Dicas testadas e aprovadas por nós

Como é o atendimento médico de urgência em Portugal (ou como foi nossa experiência)

10 coisas estranhas em Portugal!

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

2 comentários

  1. […] Atendimento médico em Portugal – Como é? […]

  2. […] Atendimento médico em Portugal – Como é? […]

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

error: Content is protected !!