Diário de Portugal – Atendimento médico em Portugal

atendimento médico em portugal

Estamos aqui a pouco mais de uma semana desde que mudamos e, depois de uma visita à cidade de Óbidos, Manoela e eu ficamos bem resfriadas. Manoela então, fez um processo alérgico respiratório, bem severo, a ponto de precisarmos de atendimento médico em Portugal, pela primeira vez.

Foi uma ótima oportunidade de utilizarmos o PB4 ou CDAM, o certificado de saúde que dá aos brasileiros o direito à assistência médica em Portugal, Itália e Cabo Verde.

Leia aqui o que é e como solicitar o PB4

 

Depois de uma noite bem mal dormida, sem conseguir respirar direito, conversamos aqui em casa e resolvemos ir até o Centro de Saúde, aqui de Cascais. Procurei o endereço na internet e confirmei com uma amiga que morou aqui muito tempo. O centro fica na Rua Padre Moisés da Silva, bem ao lado do Mercado de Cascais.

Atendimento médico em Portugal

Centro de Saúde de Cascais

Fomos até lá, estacionamos o carro no parquímetro em frente e colocamos moedas para 30 minutos. Ao chegar, logo na entrada existe um totem para retirada de uma ficha numerada, conforme o atendimento. Solicitamos atendimento geral, sem ter muita certeza se era aquilo mesmo. Logo em frente fica um segurança em uma mesinha, então perguntamos a ele, que confirmou ser o tipo correto. Nossa senha era a 4ª na fila do atendimento. Demorou 10 minutos e fomos chamados ao balcão de atendimento.

Expliquei o que se tratava e a atendente, bem solícita, informou que ali não tratam urgências. Se fosse o caso nós poderíamos levar Manoela ao hospital que ela seria atendida imediatamente. Outra alternativa era voltarmos ali às 15:30 para uma consulta médica. Ela ainda perguntou qual nossa morada (endereço) e se já estávamos inscritos ali no Centro de Saúde.

Informamos que ainda não estávamos inscritos e que tínhamos o formulário PB4 (o convênio de saúde entre Brasil e Portugal, que funciona como um seguro saúde). Aproveitei para perguntar se podíamos nos inscrever naquele momento.

Ela então informou que para fazer a inscrição é preciso ter o processo do visto de residência  concluído. No nosso caso temos somente o visto temporário e o agendamento no SEF para a conclusão do processo e consequente Reagrupamento Familiar. Portanto não foi possível fazer a inscrição. 

O que existe, neste caso, é uma inscrição esporádica, que dá direito a atendimento mesmo sem a inscrição final, que te dá um número de utente com o qual você é atendido e tem todo o seu registro médico computado por ele.

Conversando com amigas aqui, descobri que é possível requerer uma credencial para as crianças, conforme a Convenção sobre os Direitos da Criança. Com essa credencial em mãos é possível então inscrever as crianças no Centro de Saúde para que sejam atendidas, independentemente de sua situação no país. A Renata Lese, do blog www.renatalese.blogspot.pt escreveu sobre isso, então fui correndo atrás de informações de como conseguir a tal credencial para as meninas.

Aqui acho importante ressaltar que a credencial será mais uma garantia que teremos atendimento médico caso nossas cópias do formulário PB4 acabem durante o período em que esperamos nosso visto. Lá no Brasil eles nos deram somente 4 cópias, sendo que uma delas foi para o consulado junto com o requerimento do visto. Para fazer mais será preciso algum familiar voltar na Secretaria Nacional de Saúde e solicitar em nosso nome, por procuração. Eles então enviarão pelo correio para nós, aqui em Portugal. Viram que burocracia?

Voltando ao atendimento médico em questão, mais uma informação importante. A diferença entre a inscrição esporádica e a permanente é o valor da taxa de co-participação que temos que pagar. Para um adulto, a taxa será de 4,5 euros se for cidadão ou tiver o visto de residência e um número de utente. Se for inscrito esporadicamente, pagará 36 euros. É uma senhora diferença, não?

Para crianças até 12 anos não há taxas, o atendimento é gratuito, mesmo para quem não tenha o PB4.

Saímos dali com a indicação de voltarmos às 15:00 para uma consulta, que acabou não sendo possível de fazermos. Quando chegamos já haviam 10 pacientes na nossa frente e a atendente informou que a médica não atenderia mais pessoas naquele dia. Ela nos orientou a irmos no hospital da cidade.

Fomos então ao hospital, que por sinal, era maravilhoso. Entramos no setor de emergência, pegamos uma senha no totem de atendimento. 1 minuto depois chamaram nosso número. Explicamos o caso, apresentamos o PB4 (se tivéssemos o número de utente, apresentaríamos no lugar do PB4). O atendente fez uma cópia, nos devolveu o PB4 e nos orientou a entrarmos no setor de atendimento infantil.

Atendimento médico em Portugal

Setor de Urgências no Hospital de Cascais

Fui com a Manoela, enquanto Juju e papai voltaram para o saguão. Mais uma vez aguardamos chamarem nosso número, o que demorou menos de 10 minutos. Era uma triagem, acredito que feita por enfermeiras. Elas fizeram perguntas e preencheram uma ficha eletrônica. Fizeram medições (febre e outros dados) e colocaram uma pulseira colorida em mim e na Manoela. Depois nos orientaram a passar a uma das salas de espera (a com a cor correspondente à pulseira) e aguardar novamente a chamada.

Mais 10 ou 15 minutos se passaram e fomos chamadas a um dos pontos de atendimento. Lá fomos atendidas por uma médica muito jovem e muito simpática. Ela foi bem querida com a Manoela e perguntou seu histórico, coletou mais dados e a examinou clinicamente. Comprovada a rinite alérgica, voltamos a mesa e ela preencheu um receituário com 2 medicamentos. Fez algumas orientações, explicou o quadro e pronto, estávamos liberadas. 

Ao todo, entre entrarmos no estacionamento e sairmos, depois do atendimento, levamos 50 minutos.

Gastamos 1,10 euros do estacionamento e só. Comprovamos o uso do PB4 e a excelência das instalações e do atendimento do Hospital de Cascais. Ficamos super satisfeitos e Manoela, encantada.

Saímos de lá, passamos na farmácia e compramos os 2 remédios, que custaram pouco mais de 13 euros.

Atendimento médico em portugal

Hospital de Cascais


Hospital de Cascais Dr. José de Almeida

O Hospital de Cascais Dr. José de Almeida funciona em regime de parceria público-privada servindo a população do concelho de Cascais e oito freguesias do concelho de Sintra, estas últimas exclusivamente na área materno-infantil. Suas instalações são novíssimas e suas atividades inciaram em fevereiro de 2010.

____________________________________________

 

Procurando hotel em Portugal? Faça sua reserva pelo Booking clicando no link abaixo. Nós somos parceiros do Booking e você fazendo sua reserva por aqui não paga nada a mais e nós ganhamos uma pequena comissão.

Booking.com

 ____________________________________________

 

Procurando onde se hospedar com crianças em Lisboa? Veja aqui nossa dica!

Vá de Lisboa ao Algarve visitando castelos – Um roteiro inesquecível!

Hospede-se em um palácio no Algarve, sem ficar pobre!

Algarve com crianças: Passeando em Faro

Algarve com crianças: um dia em Tavira, a cidade das lendas e do rio de dois nomes

Férias em Portugal: 45 dias, 4 alegrias e 1 tristeza

Algarve com crianças: Júpiter Algarve Hotel, a pérola de Portimão

Viajando com crianças? Veja aqui nossas dicas para arrumar as malas

15 dicas para viajar de avião com crianças

 

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

1 Comentário

  1. […] Atendimento médico em Portugal – Como é? […]

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

error: Content is protected !!