Colhendo maçãs em São Joaquim

Colhendo maçãs em São Joaquim

O que uma das cidades mais frias do Brasil, uma madrasta invejosa, alta tecnologia, uma ilha nos Estados Unidos e o  pecado original tem em comum? Pois nós cruzamos a fronteira do estado e subimos a sinuosa Serra do Rio do Rastro numa quarta-feira de cinzas para …colher maçãs em São Joaquim, a Capital Nacional da Maçã*!

 

Colhendo maçãs em são joaquim

Segundo o Instituto inglês  IFR  (The Institute of Food Research), comer maçã frequentemente traz diversos benefícios para nossa saúde, tais como: reduz 0 colesterol por conta da pectina que existe na casca, inibe a oxidação lipídica, tem propriedades antioxidantes, tem efeito diurético por conta do potássio, ajuda a reduzir os riscos de diabete e câncer, ajuda na perda de peso e melhora a circulação sanguínea.

Também é rica em vitaminas B1 e B1, niacina, ferro e fósforo. Existe até um ditado famoso nos países de língua inglesa: “an apple a day keeps the doctor away” (uma maçã por dia mantém o médico à distância).

Colhendo maçãs em são joaquim

Macieira carregadinha

Nos meses de verão é a época da colheita, tal como a uva. No início do outono acontece a Festa Nacional da Maçã, uma tradição que existe há mais de 50 anos. O site oficial da cidade conta que “a história remonta a 1952, com a realização da Exposição Agropecuária de São Joaquim. Em 1956, o nome foi mudado para Festa Municipal da Maçã. Naquela época, a produção da fruta na cidade era ainda artesanal, em baixa escala. Em 1978, o evento ganhou a denominação atual, Festa Nacional da Maçã….”, que neste ano de 2016 acontece entre os dias 20 e 24 de abril.

Confira aqui a programação oficial da Festa Nacional da Maçã

Segundo o engenheiro agrônomo Celito Soldá: “Nós temos altitude e frio intenso. A consequência disso são frutas de formato perfeito, coloração intensa e muito saborosas” (Jornal Nacional). Coisa que pudemos comprovar in loco quando visitamos um pomar, meio que por acaso ou sorte.

Colhendo maçãs em são joaquim

Cascatinha ao lado da estrada

Paramos para fotografar uma cascatinha ao lado da estrada que leva a Bom Jardim da Serra e logo percebemos uma plataforma para tirolesa, bem alta, em frente a uma casinha simpática de madeira. Não vi nenhuma placa, mas a casa estava aberta e havia produtos artesanais em exposição na pequena sala de madeira escura, com mesas, cadeiras e uma janela estrategicamente posicionada, com vista para o rio. Aquele ambiente aconchegante mais a simpatia da senhora que atendia nos conquistou e resolvemos ficar para um lanche. 

Nos ajude? Se souber o nome do lugar, conte pra nós nos comentários e atualizarei o post!

Colhendo maçãs em são joaquim

A pequena lanchonete em frente à tirolesa

Pedimos esfihas e empadas e ela nos ofereceu tortinha de maçã e bolinho de chocolate. Quando disse que as maçãs eram do pomar ao lado nossos olhos brilharam. Em seguida ela convidou para uma colheita, tipo “pegue e pague” e as meninas pularam pedindo para ir.

Bolinho de chocolate com calda de maçã

Bolinho de chocolate com calda de maçã

Colhendo maçãs em são joaquim

Colheita de maçãs

Depois do lanche seguimos ao pomar, bem maior do que eu havia imaginado, acompanhados de uma moça. Fileiras e fileiras de macieiras carregadinhas de maçãs tipo Gala. Vermelhas, cheirosas e muito, muito suculentas. Carregamos um saquinho, passeamos entre as macieiras e seguimos para a pesagem. A balança antiga deu o toque final ao programa bucólico e pagamos o equivalente a 5,00 por kg. O cenário estava completo. Havia até uns queijos maturando atrás da casa, pra completar.

Colhendo maçãs em são joaquim

Pesando a colheita

___________________________________________________

Assine nossa Newsletter para receber novidades uma vez por semana, além da nossa Agendinha POA com a programação infantil para o final de semana.

               * campo obrigatório

Veja um exemplo aqui

___________________________________________________

Colhendo maçãs em são joaquim

Maçãs tipo Gala

Maçãs: 5 curiosidades e fatos

1 – Contam que o hábito de dar maçãs de presente começou no século XVI, na Europa, como um mimo em agradecimento aos professores, junto com flores. Os salários eram tão baixos que os professores não podiam comprar frutas. 

2 – Segundo o jornal Estado de São Paulo, “a maçã do amor é uma invenção paulistana. O catalão José Maria Farre Angles desembarcou com a família no Brasil em 1954 e, cheio de dificuldades, criou o doce no ano seguinte para conseguir sobreviver. No entanto, é importante não confundir: “As maçãs carameladas realmente já existiam, mas a calda vermelha e a adição do palito são invenção do meu avô”, garante Leandro Lopes Farre.

3 – Segundo o dicionário de símbolos, “A maçã simboliza a vida, o amor, a imortalidade, a fecundidade, a juventude, a sedução, a liberdade, a magia, a paz, o conhecimento, o desejo. Seu formato esférico representa o símbolo do mundo e suas sementes a fertilidade e a espiritualidade.

4 – Para o celtas, a maçã é um símbolo da fertilidade, da magia, da ciência, da revelação e do além.

5 – Na mitologia grega, uma maçã foi responsável pelo início da guerra de Troia, quando Éris, a deusa da discórdia resolveu arruinar com uma festinha no Olimpo, para a qual não havia sido convidada. Mandou entregar uma maçã de ouro com a inscrição: para a mais bela. Hera, Afrodite e Atena passaram a disputar a fruta e elegeram Zeus para ajuizar a questão. Macaco velho que era, passou a tarefa para Páris, um herdeiro do trono que vivia como pastor, por conta de um sonho que sua mãe tivera. O inocente passou então a ser assediado ferozmente pelas deidades, que lhe prometeram fortuna, fama e glória como propina descarada caso escolhesse uma delas. Até que Afrodite lhe prometeu o amor da mais bela mulher da terra, que ele não sabia, era Helena, casada com o rei de Esparta, Menelau.  O resto vocês já sabem…

Mas voltando a São Joaquim, a nossa simpática anfitriã contou que a tirolesa funciona sempre aos finais de semana e na alta temporada (inverno) e, que naquele momento, não havia ninguém (era quinta-feira) mas que era bastante concorrida.


Leia aqui tudo sobre o nosso passeio a São Joaquim


Gostamos muito de toda a experiência e tivemos muita sorte. Assim que saímos dali, cerca de uns 15 minutos depois a neblina baixou violentamente e chegamos a pensar em parar o carro e esperar passar.  Mas deu tudo certo e seguimos  o passeio, com muita vontade de voltar ali para a Festa da Maçã em abril, no inverno para ver neve ou na primavera, para ver os pomares em flor. Posso até sentir o aroma no ar…

No próximo post contaremos mais sobre nossa viagem de férias no verão de 2016… tem muita coisa legal!

E você, já conhece a Serra Catarinense? Conte pra gente suas dicas e histórias, que a gente ama ouvir. Aproveite para fazer o download grátis do nosso ebook, com 10 joguinhos para viajar com crianças e siga nossas redes sociais.


e-book 10 Joguinhos para Viajar


 

*Em 2014 a cidade recebeu oficialmente o título de Capital Nacional da Maçã, através do projeto de lei 3961/2012.

 

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

8 comentários

  1. […] Colhendo maçãs em São Joaquim […]

  2. Fran Agnoletto 11 de abril de 2016, 17:26 comentar

    Adorei a ideia do passeio.
    Não conhecemos São Joaquim e o Dodô ama maças.
    Acho que iria adorar.

    beijos,
    Fran @ViagensqueSonhamos

  3. Nini Ferrari 11 de abril de 2016, 17:26 comentar

    Eu fiz um passeio assim no interior de Nova York e foi incrível! (http://www.apathtosomewhere.com/hurds-family-farm/)

    Não sabia que tinha por aqui também… adorei!!

  4. Liliane Arend 11 de abril de 2016, 20:37 comentar

    adorei o post, pra mim tem gostinho de saudade!!! e adorei as curiosidades sobre a maçã!
    beijocas
    Li

  5. Liliane Inglez 11 de abril de 2016, 20:39 comentar

    Eu iria adorar fazer isso com o Léo! Quando fomos para São Joaquim, já tinha acabado a temporada… Teu post deu maior vontade de voltar lá! bjs

  6. Lilian Azevedo de Moraes 11 de abril de 2016, 20:42 comentar

    deve ser uma super experiência passear em um pomar,colher maçãs vermelhinhas e cheirosas. Nunca vi uma macieira.
    ótimo passeio !!!!

  7. Melissa Lima 12 de abril de 2016, 00:21 comentar

    Gente que delíciaaaaa!!!! Eu NUNCA vi uma macieira…. Deve ser linda de morrer! Queria muito… em sua homenagem, estou fazendo uma maravilhosa torta de maça!!! 😉 Mas , as minhas não são colhidas no pé, nem tudo pode ser perfeito né? Beijos

  8. Guaciara 12 de abril de 2016, 01:40 comentar

    Muito legal, Claudia! Também adorei a cascatinha! E adorei a dica de programa, muito legal para toda a família! A primeira foto parece maçãs de mentira! Bjs!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.