Como é morar em Barcelona

como é morar em barcelona

 

A Fabiana Guimaro e o Éder Rezende são Engenheiros Químicos e também editores do blog Quatro cantos do mundo e há um ano moram em Barcelona, na Espanha. Hoje a Fabiane conta para nós como é morar em Barcelona, com 3 filhos pequenos, cidade para onde mudaram “de mala e cuia” em busca de melhor qualidade de vida. 

Obrigada Fabi, por aceitar participar da nossa série “como é morar pelo mundo“! A gente deseja toda felicidade para vocês e As Passeadeiras estão sempre de braços abertos caso queiram compartilhar dicas por aqui, e lembramos que todas as fotografias do post são de autoria da Fabiane e do Éden, no Instagram @4cantos_mundo.

Conhece alguém que gostaria de participar da nossa série sobre morar fora do Brasil, em Portugal ou em outro país? Manda pra gente sua sugestão, através do email aspasseadeiras@gmail.com que a gente entra em contato!

 

como é viver em Barcelona

 

Como é morar em Barcelona

Fabiana nos conta que ambos como engenheiros químicos, moravam em SP, trabalhavam na maior correria e mal viam as crianças. Éder viajava muito a trabalho e resolveram mudar de vida algum tempo, depois de ter dado a volta ao mundo. O desejo foi aumentando com a crise no Brasil. Ter os três filhos pequenos facilitaria a adaptação, além da cidadania italiana do Éder.

Escolheram Barcelona por já falarem o castelhano, gostarem do clima mais ameno e pelas oportunidades de emprego, ser industrializada. Lá se foram eles, mudaram de mala e cuia, sem conhecer ninguém na cidade.

Alugaram o apartamento em São Paulo, doaram ou venderam as coisas e alugaram um apartamento de temporada por um mês em Barcelona, para terem tempo de procurar apartamento.

 

como é morar em barcelona

As crianças se divertindo

 

Depararam-se com a dificuldade de encontrar apartamentos por conta da especulação imobiliária e do tal dos “ocupas”. São pessoas que alugam o apartamento, mudam e depois deixam de pagar o aluguel, causando um enorme problema, pois fica muito difícil de tirá-los de lá depois, ainda mais se tem crianças. Isso causa desconfiança e desconforto por parte dos proprietários, claro!

Além disso também, todos exigem o comprovante de renda (a nômina), que Fabi e Éder ainda não tinham. Assim, quase aos 45 do segundo tempo conseguiram um apartamento, sem escolher bairro nem nada. Foi onde deu! Se prontificaram a pagar um ano de aluguel adiantado para garantir. 

Antes de mudar conheceram um bairro na zona alta de Barcelona onde tinham até feito a pré-inscrição na escola. Porém quando chegaram não conseguiram alugar apartamento neste bairro. Acabaram decidindo por desistir da escola por que não conseguiram alugar apartamento ali.

 

como é morar em barcelona

Parquinho perto de casa

 

Fabi conta que em Barcelona existem as escolas privadas, normalmente estrangeiras. Tem também as escolas Concertadas, que são privadas mas com participação das prefeituras locais. E as escolas públicas onde, diferente do Brasil, é preciso pagar uma taxa de 250 euros por ano mais as excursões, que custam em média 60 euros por trimestre. É preciso pagar o refeitório (130 euros) também.

Assim como em Portugal as escolas funcionam das 8 da manhã até as 4 da tarde. Pode optar por fazer as refeições em casa ou na escola. 

Há muita ajuda da prefeitura (ayuntamento), onde é possível solicitar bolsa para o refeitório e ajuda para a beca (uniforme). Para quem precisa de horas estendidas, é possível pagar atividades extras e também monitoria.

Todas as escolas tem uma associação de mães e pais (AMPAS), que organizam as monitorias, as atividades extras e os refeitórios. São entidades diferentes, a escola e as AMPAS. Assim como Portugal também, existem programas para o período de férias e as AMPAS também organizam esses programas. Vejam que mesmo sendo escola pública paga-se alguma coisa.

 

como é morar em Barcelona

Passeio no Jardim Botânico de Barcelona

 

É preciso fazer a pré-inscrição nas escolas, que começa em abril e o processo pode ir até setembro. O processo eletivo se dá por pontos e os critérios de seleção passa por endereço da casa, do trabalho, se tem irmãos, se for família numerosa, etc. Em caso de empate dos critérios é feito um sorteio.

A criança pode frequentar a escola a partir dos 3 anos. Não é obrigatório, mas a maioria vai. A partir do primeiro ano (6 anos de idade) já é obrigatório. Antes dos 3 anos as crianças vão para as Guarderias (creches) públicas ou privadas. As públicas são muito legais,  com ótimos profissionais. Você paga uma mensalidade e paga as refeições, se optar pela criança comer lá, e as taxas são calculadas pela renda da família, a partir de 50 euros por mês.

Quem está indo morar em Barcelona deve cuidar para não ir entre abril e setembro, caso queira escolas consertadas ou públicas.

Em Barcelona não há comprovante de residência. É preciso registrar a morada na prefeitura (estar empadronado).

Em outubro, se estiver empadronado, fica fácil de conseguir vaga, mas não antes. É um sistema que não é nada justo.

A adaptação à escola foi bem tranquila e a filha foi alfabetizada em Catalão e em Castelhano, mesmo tendo ficado 4 meses fora da escola depois que chegaram à cidade. A professora orientou e ajudou mesmo no período em que ainda não estava frequentando. Elas vão caminhando para a escola, que fica a 10 minutos de casa. A questão da língua é importante dizer que até o primeiro ano, é 100% catalão, principalmente na escola pública. 

No começo estranhou bastante a quantidade de excursões e saídas da escola, pois no Brasil isso não acontece com tanta frequência e também são poucos professores e auxiliares para uma turma inteira de alunos.

Em Barcelona é obrigatório aprender a nadar, na escola. Então está incluído nas taxas o valor referente às aulas. O clube fica a umas 4 quadras de distância da escola e as crianças vão bem direitinho. 

 

como é morar em Barcelona

Passeio na Casa Batlló

 

Sobre a cidade, Fabi adora Barcelona. Tem muita coisa legal pra fazer, muitas opções e atrações culturais. Eles moram ao lado do estádio e mesmo nos dias que tem jogo é muito tranquilo.  O bairro se chama Las Cortes e é um bairro muito residencial e tranquilo, bom para morar com crianças. Fabi comentou algo que eu noto também aqui em Portugal. A diferença social é muito menor e na mesma sala de aula existem várias realidades sociais e culturais. Isso torna tudo muito mair rico e inclusivo. Fabi acredita que esse contato com a diversidade torna tudo melhor e mais humano.

Eles moraram antes em Poble Sec e lá fizeram mais amigos e havia mais estrangeiros.

Em Barcelona, assim como em Portugal, a questão do lixo também é tratada da mesma maneira. Cada um leva o seu lixo até o depósito na rua.

Fabi conta que não sofreram tanto com a adaptação ao trabalho doméstico, pois no Brasil é comum ter ajuda em casa, mas na Europa é muito caro e todos fazem o serviço em casa.  É preciso levar isso em consideração quando se pensa em mudar para a Europa.  Outra diferença grande é a questão de fazer muita coisa à pé mesmo, ao contrário do Brasil, onde pegamos o carro para tudo. Hoje em dia as crianças estão super acostumadas e já nem reclamam mais. Noto o mesmo com as nossas aqui em Portugal!

A segurança é um dos pontos altos de viver em Barcelona. Não que não existam problemas, furtos e tal, mas Fabi se sente à vontade de deixar os filhos brincando no parque, andam na calçada sem precisar ficar vigiando as crianças e andar à noite com tranquilidade.

As amizades e a distância da família é o que mais pesa, para Fabi. Ela percebe que lá as relações são mais difíceis e mais superficiais, mais formais também, lá na Espanha. Os amigos acabam sendo mesmo os estrangeiros, assim como eles.

Perguntei a Fabi o que ela faria diferente, se soubesse o que sabe hoje. Ela reforçou a questão do período de vir, como mencionou acima. Talvez, hoje, teriam escolhido uma cidade menor, mais barata e com menos problema para alugar morada.

Em relação aos passeios e lugares bacanas para passear, eles procuram aproveitar a cidade em tudo que ela oferece de atrações culturais, praias, parques… Para praias eles preferem as praias mais afastadas. Vão de trem, no maior astral “farofeiro” mesmo, bem como “os locais”. Tem muitos lugares bacanas próximos a Barcelona que são ótimos para passear. O governo mesmo incentiva o turismo dos residentes, através de programas próprios em datas específicas onde tem albergue com pensão completa, quarto só para a família em locais turísticos.

Barcelona oferece muitos parques públicos que a família pode aproveitar de maneira barata e ao ar livre. Um aspecto muito interessante são os bocadillos. Em Barcelona é comum todos comerem os tais “bocadillos”, que são pequenos sanduiches que as pessoas levam para todos os lugares. Até mesmo dentro da bolsa! Vão em um bar, pedem uma bebida e tiram o “Bocadillo” dentro da bolsa, pegam na maior naturalidade e comem. Super aceito, diferente do Brasil.

Fabi conta que comem mais frutos do mar e comidas bem saudáveis. Ela também cozinha em casa as comidinhas brasileiras, tipo feijão, em casa, então não sentem falta.

 

como é morar em Barcelona

Fabi, Éder e as crianças em Barcelona

 

Uma questão cultural que é bem diferente é a siesta. É bem comum mesmo, o comércio, o banco, fechar mesmo para a siesta. E na férias é a mesma coisa. Em agosto, as coisas fecham mesmo! Nós notamos isso nas férias na Andaluzia, no ano passado.

Adorei o bate-papo com a Fabi e adorei saber quantas coisas em comum temos aqui em Portugal e Barcelona. Também adorei saber dos desafios e sonhos que compartilhamos quando resolvemos mudar de país.

Acompanhem as aventuras da Fabi e família através do blog:

www.quatrocantosdomundo.wordpress.com

Instagram: @4cantos_mundo

Twitter: 4cantos_mundo

 

_______________________________
 
 

Quer ler sobre morar em Portugal? Veja os posts abaixo:

 

Leia aqui os posts no blog sobre diferentes tipos de visto para morar em Portugal

Leia aqui todos os posts no blog sobre Morar em Cascais

Leia aqui dicas para alugar/comprar apartamento em Cascais

Leia neste post os detalhes sobre nossa experiência na escola particular em Portugal

Como é morar em … Todos os posts sobre como é morar em várias cidades em Portugal

Leia aqui o checklist que fizemos antes de nossa mudança

Mudamos para Portugal. E como ficou minha vida, como mãe?

4 Dicas práticas para quem pensa em vir morar em Portugal

Checklist depois da mudança – o que você vai ter que fazer assim que chegar lá

Adaptação da família em Portugal

Dicas para alugar apartamento em Cascais

Como abrir conta bancária em Portugal – Nossa experiência com o Activo Bank

Como transferir dinheiro do Brasil para Portugal – Nossa experiência com o TransferWise

SEF – Autorização de Residência e a novela do visto

 Leia aqui como obtivemos o visto D7 para residir em Portugal

Como obter o visto de imigrante empreendedor

Vai dirigir em Portugal? Saiba como trocar sua CNH pela Carta de Condução Portuguesa

Dicas para mobiliar sua casa em Portugal

Supermercados em Portugal

PB4 – O que é e como pedir o seu

Como é o atendimento médico de urgência em Portugal (ou como foi nossa experiência)

Apartamento para alugar na ribeira do Douro no Porto

Como alugar um apartamento pelo Airbnb – Dicas testadas e aprovadas por nós

10 coisas estranhas em Portugal!

 

Já segue nossas redes sociais, onde contamos mais sobre nosso dia a dia morando em Portugal e damos dicas de passeios em família por todos os lugares. Passa lá no IG @as_passeadeiras.

_______________________________________________

 

Quer receber as dicas por email?

Assine nossa Newsletter

Uma vez por semana, você recebe os artigos mais lidos aqui do blog, onde sempre tem dicas para quem quer viajar em família ou morar em Portugal.

Assine nossa Newsletter aqui:

* Campos obrigatórios
 
Escolha qual o formato do email:

 

Veja um exemplo aqui

 

_______________________________________________

 

Se você precisa transferir dinheiro para Portugal e não tem certeza de qual serviço utilizar, nós recomendamos o TransferWise. Isto não é uma propaganda ou um post patrocinado, é o serviço que usamos mensalmente para fazer transferências do Brasil para Portugal, já que nossos rendimentos vem do Brasil. O TransferWise cobra o IOF e uma taxa de serviço, que tem sido menor que qualquer outro banco que temos consultado. Também garante a taxa do câmbio por 72 horas. Para transferir, você precisa criar uma conta no TransferWise, confirmar seus dados (da primeira vez, não precisa, somente depois da segunda – eles podem pedir a cópia de um documento de identificação e comprovante de endereço). Para quem quer transferir mais que um determinado montante por ano também  precisa confirmar comprovante de rendimentos (extratos bancários ou Declaração de IR). Até a data deste post era algo em torno de 25 mil reais/ano. Também vai precisar ter os dados de sua conta no exterior (IBAN e Bank Code). O processo é rápido e fácil. As primeiras remessas demoram até uma semana e as seguintes são mais rápidas.

_____________________________________ 

 

Procurando hotéis ou apartamentos em Portugal? Faça suas reservas clicando no link abaixo, escolha opções com cancelamento grátis e leia os reviews e comentários sobre cada oferta. Assim você garante o melhor preço e a melhor opção de hospedagem para sua viagem através do nosso parceiro Booking.

Booking.com

 

Ainda não é cadastrado no Booking? Clique aqui e receba R$50,00 de crédito na primeira viagem.

Se vai viajar não esqueça de fazer seu seguro viagem. Faça sua cotação aqui e escolha o tipo de cobertura que mais lhe convém na World Nomads, parceiro aqui do blog.

 

_____________________________________ 

 

Procurando sugestões de passeios por Portugal?

 

Roteiro de um dia em Sintra pelo Centro Histórico

Mercado Medieval de Óbidos – Para viver um dia de princesa

Uma visita à Évoramonte – uma pérola no Alentejo

10 lugares para visitar na Primavera em Portugal

Degustação de Vinho do Porto – Portugal Experiences 

Conheça o Tease Cais do Sodré

15 cafés que amamos em Lisboa

Voo TAP com crianças

Um dia em Cascais visitando o centro histórico

Butchers – Carne de primeira em Lisboa

Estufa fria de Lisboa

L’Éclair Patisserie – Um pouco de Paris em Lisboa

Pastelaria Versailles, um dos cafés mais bonitos de Lisboa

Roteiros, hotéis e passeios no Algarve 

Roteiros, hotéis e passeios no Alentejo

Veja o relato completo do roteiro de Évora ao Porto aqui.

15 razões para visitar Aveiro, a Veneza de Portugal

Colhendo cerejas em Portugal

Procurando onde se hospedar com crianças em Lisboa? Veja aqui nossa dica!

Zoológico de Lisboa – Passeio imperdível com crianças!

Sesimbra – Um bate-volta de Lisboa no melhor estilo BBB – e lindo demais!

Museu do Oriente – Um dos melhores museus de Lisboa

Roteiro pelo Bairro Príncipe Real em Lisboa

Fábrica da Nata – Um dos Cafés mais lindos de Lisboa

Dica de passeio bate-volta desde Lisboa: Visitando Óbidos, a cidade das rainhas

Vá de Lisboa ao Algarve visitando castelos – Um roteiro inesquecível!

Hospede-se em um palácio no Algarve, sem ficar pobre!

Algarve com crianças: Passeando em Faro

Algarve com crianças: um dia em Tavira, a cidade das lendas e do rio de dois nomes

Hotel Vila Galé Évora – Simplesmente inesquecível

Férias em Portugal: 45 dias, 4 alegrias e 1 tristeza

Algarve com crianças: Júpiter Algarve Hotel, a pérola de Portimão

Viajando com crianças? Veja aqui nossas dicas para arrumar as malas

15 dicas para viajar de avião com crianças

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

0 Comentário

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

error: Content is protected !!