Entrevista Trilhas e Cantos

trilhas e cantos

Hoje eu tenho o prazer de apresentar para vocês a queridíssima Liliane Inglez, psicóloga e editora do blog que eu adoro, o Trilhas e Cantos. Liliane faz viagens incríveis com sua família, o marido Eduardo e o filho Leo de 08 anos (em dez/2016).  Assim como nós, eles amam passear por aí e a Liliane conta lá no seu blog que o nome “Trilhas e Cantos” foi ideia do Eduardo e remete às trilhas que percorrem e aos diferentes cantos que vão descobrindo mundo afora.  Ela acredita que blogs de viagens são uma ótima fonte de informação sobre destinos, roteiros, dicas… e nós não poderíamos concordar mais, não é?

Com vocês então, Liliane, do blog Trilhas e Cantos:

1. Você é mãe, esposa, profissional e blogueira! Conta pra gente um pouco sobre essa vida multi-tarefa. Como e porque escrever sobre suas viagens?

Decidi escrever sobre viagens, porque desde que comecei a viajar de forma independente, os blogs me inspiraram muito e sempre foram minha maior fonte de informações para planejar nossas viagens. Assim, talvez por gratidão, quis compartilhar também nossas experiências e ajudar outras famílias a viverem momentos especiais. Quanto à vida multi-tarefa, para mim, o maior desafio é administrar os compromissos e conseguir tempo para me dedicar ao blog.

Trilhas e Cantos

Lilian e sua família

 2. E os filhos, conta pra nós como é viajar com crianças? Quais as dificuldades ou maiores desafios?

Temos um menino de 8 anos e eu acho bem tranqüilo e até mais divertido! O Léo curte e interage bastante e sempre inventa alguma brincadeira. Na verdade, o único desafio é garantir que tenha algo que ele coma, pois ele é bem restrito no cardápio (enjoado pra comer..rs)

3. O que você recomenda para famílias com filhos pequenos que ainda não tiveram coragem de embarcar em uma viagem?

trilhas e cantos

Eu diria que cada família tem um ritmo. Não se deve ouvir muito as pressões para ir ou não viajar com filhos muito pequenos. Eu mesma demorei para me sentir segura de colocar o Léo em um avião e voar pra longe. Quando ele era bebê, fazíamos viagens mais curtas, de carro, porque era assim que nos sentíamos bem. Mas se a família está animada, eu diria para ir sem medo! De preferência, escolher destinos em lugares mais desenvolvidos, para ter bom acesso a cuidados médicos, e dar uma passadinha no pediatra para preparar uma bela farmacinha de viagem. Para os bebês, é legal se informar sobre a disponibilidade de papinhas e pesquisar as marcas se for um país com uma língua muito diferente. No final das contas, é o seguinte: bebês dão um certo trabalho em viagens, mas em casa também! (rsrs)

Ah, importante lembrar que os roteiros com crianças pequenas têm que ser menos cansativos, e ajuda muito colocar no planejamento um tempinho de descanso no hotel.

Trilhas e cantos

4. E sobre os destinos, alguma dica de como escolher o destino para as próximas férias?

Eu penso que o destino tem que ter a cara da família. Nós, por exemplo, amamos natureza. Então nas férias de janeiro, procuramos destinos menos batidos de praias no Brasil, especialmente no nordeste. Mas se a família é mais urbana, provavelmente não vai gostar. No exterior, gostamos de conhecer cidades grandes ou pequenas, experimentar a gastronomia, visitar museus, passear sem rumo… Minha sugestão é fugir do comum: vejo muita família que só viaja pra Disney, mas lá fora, e aqui mesmo no Brasil, tem mundão de coisas diferentes para conhecer!

Trilhas e cantos

5. Você tem dicas de como economizar? Usa alguma ferramenta para planejar suas viagens?

Quanto a hospedagem, faço uma busca incessante, primeiro no Booking e também em outros sites de busca, do melhor custo/benefício em hotel ou pousada. Se vamos para uma cidade cara, como Londres, a melhor pedida é alugar um apartamento com cozinha e preparar refeições rápidas para o pequeno! Mas nas nossas contas, isso só compensa a partir de uns 3 dias de permanência, porque senão, temos que comprar coisas no mercado e deixar tudo pra trás, o que é um desperdício.

Para comprar passagens aéreas, uso o skyscanner e assino a newsletter do Melhores Destinos. No final das contas, ainda coto com uma agência da minha cidade e compro lá, se os preços forem compatíveis. Vou confessar que é difícil aproveitar grandes promoções, já que só viajamos em alta temporada por causa das férias do Léo e minhas. Mas nas últimas férias, finalmente conseguimos as passagens da família toda com milhas!

trilhas e cantos

6. Qual a viagem mais legal que você já fez com sua família e porquê?

Difícil escolher uma… me lembro de ver uma entrevista com a Patricia Schultz, autora do livro “1000 lugares para conhecer antes de morrer”. Ela dizia que a última viagem sempre era a mais legal, pois estava mais recente na memória. Nossa última viagem foi linda, por parques nacionais americanos que eu sempre quis conhecer, mas passado um tempo, volta à memória nosso roteiro pelo Canadá, quando o Léo tinha 3 anos. Conhecemos as Montanhas Rochosas e eu continuo achando que foi o lugar mais lindo que visitei na vida. E ainda tem o fato de ter sido a estréia do Léo em viagens internacionais.

trilhas e cantos

7. Qual a viagem menos legal (e porquê)?

Escolher a viagem menos legal é ainda mais difícil… sempre fica na memória o lado bom de cada uma, apesar de já termos passado alguns perrengues… Mas me lembro de uma temporada na praia: de 15 dias, choveu por 14… E o único dia que não houve chuva, o Léo teve febre e não pudemos ir à praia!

trilhas e cantos

8. Conte sobre seu blog, o que os leitores encontram lá e como podem conhecer você melhor (redes sociais).

No Trilhas e Cantos procuro compartilhar nossas experiências de viagem, com dicas para ajudar o leitor a planejar os roteiros e passeios e, quem sabe, escolher o destino. Tem bastante material sobre a Europa, um destino queridinho para mim e Américas. Além disso, destinos de beleza natural pelo Brasil. Também escrevo sobre dicas que acho preciosas, e ninguém tinha me contado antes! (rs)

Para nos acompanhar, confira as redes sociais:

https://www.instagram.com/trilhasecantos/

https://www.facebook.com/trilhasecantos

trilhas e cantos

9. Alguma última dica ou algo que você queira compartilhar com nossos leitores?

Gostaria de dizer que viajar com crianças é algo enriquecedor para todos. Os pequenos aprendem muito e nós aprendemos com eles também! Minha experiência é que os laços familiares se fortalecem e isso é uma herança incrível para os filhos.

__________________________________________

Liliane querida, muito obrigada por sua participação aqui no blog As Passeadeiras! O Trilhas e Cantos é uma fonte de inspiração e nós somos fãs! Continue a fazer posts incríveis e a compartilhar com a gente suas andanças por aí.

E vocês, curtiram? Sigam a Liliane no Trilhas e Cantos e se quiserem conhecer mais mães viajantes e blogueiras vejam as entrevistas abaixo:

Cantinho de Ná, com Cynara Vianna – Viagens com crianças e adolescentes

 
 
 
 
 
 
E se você procura dicas bem práticas que te ajudem a planejar uma viagem, veja só os artigos abaixo:
 
 
 
 

__________________________________________________________ 

Procurando Hotel? Faça sua pesquisa no Booking. Reservando por aqui você ajuda o blog pois recebemos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso:

Booking.com  

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

2 comentários

  1. Liliane Inglez 3 de janeiro de 2017, 18:36 comentar

    Cláudia, adorei o post!!! Quanto amor!!! Muito obrigada! Saiba que eu também amo o blog As Passeadeiras!

    • Claudia Bins 4 de janeiro de 2017, 18:25 comentar

      :-) Prazer todo nosso Liliane! Volte sempre!

      Beijo

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.