Estudar e morar no Porto by Elisa Delgado

Copy of Guest Post

Hoje nossa convidada especial, da série “Como é Morar em Portugal” é a querida Elisa (@elisarouck), que veio morar na cidade do Porto, com sua família, e conta para nós como tem sido essa experiência. Obrigada Elisa, por compartilhar com a gente sua experiência e seja muito bem-vinda Às Passeadeiras! A casa é sua, sempre que quiser :-).

 

estudar e morar no porto

Elisa e sua família

 

Estudar e morar no Porto

por Elisa Delgado

 

Me chamo Elisa Delgado @elisaarouck, tenho 36 anos, sou brasileira, natural de Belém, Pará. Tenho um casal de filhos, uma menina de 10 e um menino de 3 anos. Sou Administradora por formação, já trabalhei em várias grandes empresas no Brasil, porém meus filhos sempre foram prioridade e por isso dei várias pausas na carreira desde quando me tornei mãe. Estou morando em Portugal há 2 anos e 2 meses, na cidade do Porto. Eu, meu marido e meus filhos, mudamos para Portugal para passar um período de 4 anos, em virtude de um doutorado para o qual meu marido, que é engenheiro civil, ganhou bolsa integral do governo brasileiro. Então, resolvemos aproveitar a oportunidade para viver a experiência de morar fora do Brasil, que já era um projeto antigo nosso e, ao mesmo tempo, investir na nossa qualificação.

Hoje eu também estou estudando, faço um mestrado na Universidade do Porto. A expectativa é de que, no início de 2020, estejamos retornando para o Brasil, com doutorado e mestrado concluídos, uma vez que meu marido é obrigado a voltar, por razões contratuais referentes à bolsa de doutorado que recebe. Por isso estamos aproveitando ao máximo este período em Portugal. Optamos por levar um estilo de vida simples, tentando nos integrar intensamente na cultura portuguesa (e européia), onde os valores e as prioridades são outras. Hoje, nosso foco é estudar e viajar bastante, conhecer lugares e culturas diversas, proporcionando aos nossos filhos uma experiência memorável.

 

estudar e morar no porto

Cidade do Porto

 

Morar na cidade do Porto, é incrível. Antes mesmo de chegarmos, já éramos encantados com a cidade, só pelas fotos e vídeos que víamos em nossas pesquisas pela internet. Quando chegamos, as expectativas foram superadas, e muito. O Porto fica ao norte de Portugal e é a segunda maior cidade. Apesar de ser um país pequeno, existem imensas diferencas entre norte e sul, começando pelo sotaque, passando pela culinária, jeito de ser das pessoas, arquitetura das cidades, clima… o norte costuma ser mais frio e mais húmido, chove mais. Mas a cidade é encantadora. Possui um centro histórico belíssimo, é cortada pelo rio Douro, que compõe uma das paisagens mais lindas da Europa. Fomos surpreendidos pela limpeza, saneamento, infraestrutura viária, organização e qualidade dos serviços públicos (que é comum em todo o país).

 

Optamos por morar próximo dos campus das universidades que eu e meu marido estamos cursando, isso facilita muito a nossa rotina no dia a dia. Moramos em Paranhos, numa zona universitária, um bairro muito bonito e tranquilo, onde ao virar a esquina encontramos tudo o que precisamos: supermercados, salão de beleza, cafés, restaurantes, comércios variados, um parquinho infantil ótimo a 200 metros do nosso prédio. O shopping mais próximo fica a 5 minutos de carro. Aliás, optamos por comprar um carro, apesar dos tranportes públicos serem muito bons (metrô e ônibus). Compramos um carro de segunda mão, para facilitar o nosso dia a dia com as crianças durante este período morando aqui. Como não temos família por perto, nem empregada doméstica, nem diarista, nem babá… a correria é grande e um carro facilita bastante. Falando nisso, optamos também por não ter este tipo de gasto com ajudantes domésticas (que tínhamos no Brasil), pois aqui na europa o custo deste serviço é muito elevado. Assim, nos dividimos com as tarefas. Até as crianças tem suas atribuiçoes, de acordo com a faixa etária. Dessa forma eles aprendem a ter mais autonomia e que, a responsabilidade com a limpeza e organização da casa é de todos que nela moram. Achamos isso importantíssimo para a educação deles. Até agora tem dado certo e já entramos no ritmo, apesar de no inicio a adaptaçãoo ter sido dificil, pois até nós adultos estávamos acostumados a ter quem fizesse tudo para nós.

 

estudar e morar no porto

O Galo de Barcelos, símbolo de Portugal

 

O custo de vida em Portugal é muito relativo. Depende muito do objetivo de cada um ao vir morar aqui, se está disposto a abrir mão de certos costumes do Brasil, que aqui são considerados “luxos” ou supérfluos, ou se deseja manter o mesmo padrão de vida que gozava no Brasil, enfim, depende da condição de cada um. No geral, o que tem pesado mais no orçamento de uma família imigrante é o aluguel de moradia. Com o crescimento da quantidade de pessoas a migrar para Portugal, o valor dos aluguéis nas cidades maiores encareceu absurdamente, além da dificuldade de conseguir uma moradia. Fora isso, os outros custos são mais baixos em comparação com o Brasil. Alimentação, vestuário, lazer: muito mais baratos. Quanto à saúde e educação, aqui se tem a possibilidade de usufruir de bons serviços públicos, pagando muito pouco ou nada, dependendo de seus rendimentos. Utilizamos o serviço público de saúde e até agora não temos queixas.

 

estudar e morar no porto

Segurança e tranquilidade no Porto

 

Sobre a nossa experiência, posso dizer que estamos conseguindo levar uma vida simples, porém confortável e de qualidade, gastando muito menos que no Brasil. Temos aprendido mais a cada dia a valorizar coisas simples, a liberdade de poder andar pelas ruas sem medo, os lugares incríveis que conhecemos, entre outras coisas que só temos aqui.

 

Meus filhos estudam em escolas públicas. Chegamos no meio do ano letivo europeu, já que era janeiro/2016 e o ano letivo aqui é de setembro a junho. Minha filha mais velha estava com 8 anos na época e entrou na metade do 3o ano daqui. Ela tinha acabado de concluir o 3o ano no Brasil, mas achamos que foi bom pra ela, pois o ensino daqui é mais puxado, então ela teve um tempo para se adaptar e colocar alguns conteúdos em dia. O mais novo tinha apenas 1 ano e meio e eu achava cedo demais para coloca-lo na escola, além do que, as escolas públicas aqui só aceitam criancas na pré escola a partir de 3 anos. Quando ele completou 2 anos, iniciou numa escolinha particular, apenas meio período, pois nossos planos eram que ele entrasse na pública assim que completasse 3 anos, e assim fizemos. Hoje ele está na pré escola de uma escola pública primária e gosta muito, se adaptou muito bem. O horário é de 9:00 às 17:30h. Não pagamos nada. A mais velha agora cursa o 5o ano e por isso estuda em uma escola pública diferente do irmão, pois já está no 2o ciclo do sistema de ensino daqui. As escolas públicas tem uma infra estrutura fantástica e não deixam nada a desejar para as escolas particulares que minha filha estudou no Brasil. No primeiro ciclo (da pré escola ao 4o ano), o horário é integral, mas a partir do 5o ano reduz um pouco a carga horária. Minha filha entra às 8:25 e sai às 16h, sendo que 1 dia na semana só há aulas pela manhã.

 

estudar e morar no porto

Elisa e o marido

 

Quanto à alimentação nas escolas, acho que varia muito de uma escola pra outra. No geral, o que observo é que as crianças brasileiras quando chegam aqui e entram nas escolas públicas, costumam estranhar a comida, pois é bem diferente do que se come no Brasil. Esqueça o feijão com arroz e bife, aqui é bacalhau com batatas cozidas, outros peixes, almôndegas de frango, para os maiores costumam servir carne de porco às vezes, nada de muito sal… E sempre acompanhado de uma sopa. Meus filhos já se habituaram e o que eles mais gostam hoje em dia é esta sopa de entrada, porém no início estranharam. Mas não vejo isso como negativo. Os refeitórios são limpos e organizados, os pequeninos tem ajuda para se alimentar. A questão da adaptação com a alimentação, a meu ver, é mais um aprendizado na vida deles, e isso é bom.

 

Os professores são bastante exigentes e costumam ser bem rígidos. Indisciplina e falta de educação não são tolerados. Há de se considerar as diferenças culturais entre países: os portugueses são mais sérios e mais diretos, portanto inicialmente pode haver algum estranhamento. Mas eu e meu marido fizemos questão de mostrar às escolas daqui que somos pais integralmente presentes na vida escolar dos nossos filhos, participamos ativamente de tudo, procuramos criar uma relação de confiança com os educadores e isso facilitou a adaptação e o aprendizado, principalmente da mais velha.

 

Em pouco mais de 2 anos morando em Portugal, já deu pra aprender muita coisa, mudar alguns conceitos e quebrar paradigmas. Viemos com a mente aberta para uma nova cultura e pessoas diferentes, acho que este é o segredo para uma adaptação sem traumas, vir preparado para o novo e jamais achar que a sua cultura e seus costumes são os únicos “certos”. Os portugueses, a meu ver, só tem em comum com os brasileiros a língua. Mas de resto acho tudo muito diferente. Confesso que no inicio estranhei a seriedade deles, o jeito direto de falar as coisas, muitas vezes até dando a impressão que estão sendo grosseiros, enquanto estão apenas se comunicando normalmente. Estranhei também o jeito mais fechado, de nao falar muito de si mesmo. Sou paraense e cresci numa cultura onde voce conhece a pessoa e no mesmo dia já convida pra ir na sua casa. Por aqui é bem diferente, mas não é tão dificil de se fazer amizades. Talvez com os mais velhos sim, mas os mais novos são muito acolhedores. São jovens de cabeça aberta, os do norte de Portugal pricipalmente, são mais simpáticos, expansivos e gostam de ajudar. Eles sabem tudo sobre o Brasil, conhecem todas as músicas e novelas do momento, mesmo os que nunca foram lá sabem de tudo, por conta da internet. Por causa do mestrado, hoje já tenho vários amigos portugueses.

Há pontos negativos, como qualquer coisa e lugar na vida. Sinto falta de algumas comidas brasileiras, do clima de verão o ano todo (na minha região do Brasil é assim), confesso que depois do meu 3º inverno aqui, eu já não vejo mais graça no frio, aqui no Porto chove muito no inverno, há dias em que chove granizo intensamente e isso é muito chato. Os períodos de calor por aqui são muito curtos, então se passa mais tempo tendo que usar roupas de frio e isso é outra coisa que já não vejo mais graça, prefiro mesmo um calorzinho e roupas leves.

Outra coisa um pouco chata por aqui é o preconceito (geralmente velado) com brasileiros. No meio acadêmico que frequento não é nada declarado, mas vez ou outra alguém solta uma piada sobre o Brasil, às vezes não por mal, mas incomoda. Sei que tem muitos imigrantes brasileiros que sofrem na pele o preconceito, principalmente mulheres. Eu passei por uma única situação chata logo que cheguei, depois disso nunca mais aconteceu, mas não se pode negar que esse preconceito existe.

 

Com a experiência de imigrantes que já temos hoje, acho que não mudaria nada do que fizemos. Eu e meu marido nos planejamos muito pra encarar esta “empreitada”, foi mais de um ano de planejamento, pesquisa, amadurecimento da idéia… tudo isso somado à imensa vontade que já tínhamos há muito tempo de morar fora do Brasil, então enfrentamos tudo com uma postura positiva, até mesmo diante das dificuldades, pois procuramos pensar que tudo torna-se aprendizado, experiência de vida e histórias pra contar. Já podemos dizer que Portugal está sendo uma experiência única e muito enriquecedora em nossas vidas.

 

_________________________________________________

 

Gostou do post? Tem alguma pergunta para a Elisa? Deixe aí nos comentários! Compartilhe! Talvez possa ajudar quem pensa em morar aqui ou recém chegou. Sempre é bom saber a opinião de quem está no país a algum tempo!

Já segue nossas redes sociais, onde contamos mais sobre nosso dia a dia morando em Portugal e damos dicas de passeios em família por todos os lugares. Passa lá no IG @as_passeadeiras e segue a hashtag #portugalnareal para ler alguns depoimentos de outras pessoas que moram aqui e dão a real!

 

 

_______________________________________________

 

Quer receber as dicas por email?

Assine nossa Newsletter

Uma vez por semana, você recebe os artigos mais lidos aqui do blog, onde sempre tem dicas para quem quer viajar em família ou morar em Portugal.

Assine nossa Newsletter aqui:

* Campos obrigatórios
 
Escolha qual o formato do email:

 

Veja um exemplo aqui

 

_______________________________________________

 

Se você precisa transferir dinheiro para Portugal e não tem certeza de qual serviço utilizar, nós recomendamos o TransferWise. Isto não é uma propaganda ou um post patrocinado, é o serviço que usamos mensalmente para fazer transferências do Brasil para Portugal, já que nossos rendimentos vem do Brasil. O TransferWise cobra o IOF e uma taxa de serviço, que tem sido menor que qualquer outro banco que temos consultado. Também garante a taxa do câmbio por 72 horas. Para transferir, você precisa criar uma conta no TransferWise, confirmar seus dados (da primeira vez, não precisa, somente depois da segunda – eles podem pedir a cópia de um documento de identificação e comprovante de endereço). Para quem quer transferir mais que um determinado montante por ano também  precisa confirmar comprovante de rendimentos (extratos bancários ou Declaração de IR). Até a data deste post era algo em torno de 25 mil reais/ano. Também vai precisar ter os dados de sua conta no exterior (IBAN e Bank Code). O processo é rápido e fácil. As primeiras remessas demoram até uma semana e as seguintes são mais rápidas.

_____________________________________ 

 

Procurando hotéis ou apartamentos em Portugal? Faça suas reservas clicando no link abaixo, escolha opções com cancelamento grátis e leia os reviews e comentários sobre cada oferta. Assim você garante o melhor preço e a melhor opção de hospedagem para sua viagem através do nosso parceiro Booking.

Booking.com

 

Ainda não é cadastrado no Booking? Clique aqui e receba R$50,00 de crédito na primeira viagem.

Se vai viajar não esqueça de fazer seu seguro viagem. Faça sua cotação aqui e escolha o tipo de cobertura que mais lhe convém na World Nomads, parceiro aqui do blog.

_____________________________________ 

 

Procurando sugestões de passeios por Portugal?

 

Tease Cais do Sodré

15 Cafés que amamos em Lisboa

Degustação de Vinho do Porto – Portugal Experiences 

Voo TAP com crianças

Um dia em Cascais visitando o centro histórico

Butchers – Carne de primeira em Lisboa

Estufa fria de Lisboa

L’Éclair Patisserie – Um pouco de Paris em Lisboa

Pastelaria Versailles, um dos cafés mais bonitos de Lisboa

Roteiros, hotéis e passeios no Algarve 

Roteiros, hotéis e passeios no Alentejo

Veja o relato completo do roteiro de Évora ao Porto aqui.

15 razões para visitar Aveiro, a Veneza de Portugal

Colhendo cerejas em Portugal

Procurando onde se hospedar com crianças em Lisboa? Veja aqui nossa dica!

Zoológico de Lisboa – Passeio imperdível com crianças!

Sesimbra – Um bate-volta de Lisboa no melhor estilo BBB – e lindo demais!

Museu do Oriente – Um dos melhores museus de Lisboa

Roteiro pelo Bairro Príncipe Real em Lisboa

Fábrica da Nata – Um dos Cafés mais lindos de Lisboa

Dica de passeio bate-volta desde Lisboa: Visitando Óbidos, a cidade das rainhas

Vá de Lisboa ao Algarve visitando castelos – Um roteiro inesquecível!

Hospede-se em um palácio no Algarve, sem ficar pobre!

Algarve com crianças: Passeando em Faro

Algarve com crianças: um dia em Tavira, a cidade das lendas e do rio de dois nomes

Hotel Vila Galé Évora – Simplesmente inesquecível

Férias em Portugal: 45 dias, 4 alegrias e 1 tristeza

Algarve com crianças: Júpiter Algarve Hotel, a pérola de Portimão

Viajando com crianças? Veja aqui nossas dicas para arrumar as malas

15 dicas para viajar de avião com crianças

 

Pensando em morar em Portugal? Veja aqui nossas dicas quentinhas

 

Leia aqui a série de posts sobre morar em Portugal, incluindo a experiência de morar em diferentes cidades

 Checklist depois da mudança

4 Dicas práticas para quem pensa em vir morar em Portugal

Leia aqui o checklist que fizemos antes de nossa mudança

Checklist depois da mudança – o que você vai ter que fazer assim que chegar lá

Adaptação da família em Portugal

Dicas para alugar apartamento em Cascais

Como abrir conta bancária em Portugal – Nossa experiência com o Activo Bank

Como transferir dinheiro do Brasil para Portugal – Nossa experiência com o TransferWise

SEF – Autorização de Residência e a novela do visto

 Leia aqui como obtivemos o visto D7 para residir em Portugal

Como obter o visto de imigrante empreendedor

Vai dirigir em Portugal? Saiba como trocar sua CNH pela Carta de Condução Portuguesa

Dicas para mobiliar sua casa em Portugal

Supermercados em Portugal

PB4 – O que é e como pedir o seu

Como é o atendimento médico de urgência em Portugal (ou como foi nossa experiência)

Apartamento para alugar na ribeira do Douro no Porto

Como alugar um apartamento pelo Airbnb – Dicas testadas e aprovadas por nós

Como é o atendimento médico de urgência em Portugal (ou como foi nossa experiência)

10 coisas estranhas em Portugal!

 

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

1 Comentário

  1. Ana Navas 25 de abril de 2018, 13:42 comentar

    Nossa! Que legal, Elisa! Sou paraense e estou justamente na fase de planejamento para morar em Porto, com meu esposo! Estou me candidatando à Universidade do Porto (para fazer uma segunda graduação). Fico muito feliz e ainda mais motivada ao ler o seu post! Sucesso por aí! Tudo de bom! Bjos.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

error: Content is protected !!