Melhor que eu

melhor que eu

Eu cresci ouvindo meu pai dizer que os filhos tem que ser melhores que os pais. Aquilo me causava uma dorzinha no peito pois a expectativa em mim era enorme então. Meu pai sempre foi uma montanha, um fjord. Sempre vi nele tantas qualidades em que me espelhar que me aterrorizava não ser assim. Até que eu tive filhos e entendi.

Entendi que essa expectativa não é em relação as nossas qualidades. Essas nem nós enxergamos, em nossa miopia diária. Esperamos que nossos filhos sejam melhores que nós em nossas fraquezas, nossas falhas. Olhando para minha filha que fez dez anos ontem, eu vejo o quanto isso é verdadeiro. Me orgulha tanto ver a pessoa que desabrocha ali, seus pensamentos incrivelmente maduros, sua generosidade, sua capacidade de ver além das aparências e do momento.

Minha parceira de viagens, de cafés, de passeios, de planos, de filmes, de livros, de conversas intermináveis e muitos dengos e mimos. Uma pessoa linda, pura, por dentro e por fora. E já tão melhor que eu.

Ela é melhor que eu na sua maturidade. Com dez anos eu nem sabia o que tinha além da esquina, não pensava em cuidar do planeta ou onde eu iria morar depois de grande. Manoela é assim, fala como se fosse adulta já.

Por vezes eu até sinto dó, mas daí ela me surpreende mais uma vez, brincando de bonecas com sua irmã…

Falando em irmã, Juliana é abençoada por ter uma irmã como Manoela, que tem uma paciência incrível com a caçula da família. Juju abusa da irmã, é implicante, medonha. Mas cada vez que Manoela vai dormir na casa de uma amiga fica toda sentida, com saudades da irmã. Ela olha para Manô como se ela fosse uma deusa no Olimpo. Quer ser igual a irmã, admira mesmo. Tão lindo ver as duas juntas.

São presentes nas nossas vidas. Por elas moveremos montanhas e iremos onde for preciso, para que tenham o melhor que podemos dar em termos de amor, carinho, educação, cultura e ferramentas para que se desenvolvam e sejam felizes. Para que sejam melhores que nós.

 

Leia outros artigos sobre maternidade aqui:

Procurando Pokèmon Go

Liderança feminina e a síndrome de Rapunzel

Senso de justiça

Lógica infantil

Quando nasce um bebê

Sobre os avós

__________________________________

Assine nossa Newsletter para receber novidades uma vez por semana, além da nossa Agendinha POA com a programação infantil para o final de semana. E participe do grupo Passeando em Porto Alegre, no Facebook para dicas de passeios, oficinas, restaurantes todos os dias se você estiver na região.

               * campo obrigatório

Veja um exemplo aqui

 __________________________________

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

3 comentários

  1. Sobre felicidade - As Passeadeiras 10 de agosto de 2016, 06:38 comentar

    […] Leia artigo sobre pais e filhos aqui […]

  2. […] Melhor que eu […]

  3. […] Melhor que eu […]

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

error: Content is protected !!