Mesada para crianças

Mesada
Certo dia nós passeávamos pelo shopping e Manoela, então com 5 anos, pediu para brincar no Megazone, aquela área de brinquedos eletrônicos que é comum nos shopping centers. Levamos ela lá, compramos um cartão de uso que durou pouco mais de 10 minutos. Ela ganhou aqueles brindezinhos bem ruinzinhos e saiu frustrada, querendo ficar mais tempo. Depois disso, cada ida ao shopping era uma tortura. A gente passava longe do Megazone mas a criaturinha não esquecia nunca, claro. Depois de um tempo resolvi mudar a tática pois havia lido um artigo muito bom no jornal sobre mesada para crianças.  Aproveitamos então para introduzir alguns (valiosos) ensinamentos sobre educação financeira.
 
Educação financeira para crianças

Gastar – Doar – Poupar

 
Antes de sair de casa, chamamos a Manoela (Juju era bebê) e demos 20,00 para ela. Explicamos que dali em diante ela receberia esse valor uma vez por mês e poderia fazer com ele o que quisesse. No entanto, sugerimos também que ela cuidasse os gastos e procurasse poupar um pouco, para comprar algo mais caro, quando quisesse. Logo depois saímos para o shopping.
 
Com 20,00 na mão, ela logo pediu para ir ao Megazone. Fomos então direto para o caixa, recarregar o cartão que ela já tinha. Bem faceira e orgulhosa,  saiu da fila direto para o brinquedo favorito. 5 minutos depois, juro, 5 minutos depois o cartão estava zerado. Ela olhava com aquela carinha de dar dó e perguntou: Podemos comprar mais? Respondi sim, podemos se ainda tiveres dinheiro. Ela disse que não tinha mais. Eu perguntei porque não? Ela respondeu: porque gastei tudo no primeiro cartão. Peguei então minha pequena no colo e expliquei que ela só ganharia mesada novamente no próximo mês. Era preciso esperar.
 
A reação dela foi espetacular. Arregalou os olhos e disse: Mas aquela máquina comeu o meu dinheiro todinho!
 

__________________________________

Assine nossa Newsletter para receber novidades uma vez por semana, além da nossa Agendinha POA com a programação infantil para o final de semana. E participe do grupo Passeando em Porto Alegre, no Facebook para dicas de passeios, oficinas, restaurantes todos os dias se você estiver na região.

               * campo obrigatório

Veja um exemplo aqui

__________________________________

 
Sim, ela comeu, eu disse. E vai continuar comendo enquanto a gente colocar dinheiro lá. Você não acha que existem maneiras mais bacanas de usar o seu dinheiro? Ela respondeu que sim e que nunca mais queria voltar ali. Desde aquele dia, nunca mais tivemos problemas com a Manoela em relação a dinheiro. Ela entendeu imediatamente a mensagem e hoje tem aplicação no banco, com o dinheiro que ganha de mesada e nas festas.
 
Mesada para crianças

Conversar sobre o orçamento familiar

 
É preciso saber, no entanto, que esse entendimento não foi assim, de primeira. O fato acima não foi isolado. Nós sempre conversamos sobre a necessidade de trabalhar para ganhar dinheiro, a importância de poupar uma parte,  que todos devem colaborar para as finanças da família e, muito importante, precisamos fazer escolhas.  Ela ouviu essas mensagens várias vezes ao longo do tempo e, quando surgiu um fato concreto para ela gerenciar, entendeu rapidamente.
 
Existem muitos recursos disponíveis para aprendermos mais sobre o assunto. É nossa responsabilidade como pais e mães aprender para poder ensinar! O canal da BM&FBovespa, no YouTube, tem um vídeo muito bom e, resumidamente, fala que:
 
1. As crianças devem saber que dinheiro não vem dos pais, é preciso trabalhar para ganhá-lo. Ele vem em troca de algum esforço.
2. É preciso saber gastar. Consumir é um processo de escolhas e consequências.
3. É preciso aprender a poupar, a trabalhar o apego exagerado e o descaso com o dinheiro. Poupar deve ser entendido como um prazer complementar ao de adquirir algo.
4. É importante aprender a doar, estimular a generosidade e a atenção aos outros faz parte do processo.
 
mesada para crianças

Conceitos sobre o dinheiro e seu uso são fundamentais

 

Mesada para Crianças

Existem alguns benefícios importantes associados à mesada para crianças, entre eles está:
 
  • Elas aprendem a lidar com frustração através dos processos de escolha
  • Elas aprendem a ter responsabilidade sobre seus desejos
  • Noções de consumo e seus excessos
  • Entendem o valor de ter um orçamento
  • Participam ativamente do momento financeiro da família
Para ler o artigo do jornal Zero Hora falando sobre mesada, quando começar e quanto dar, clique  aqui.
 
Dicas de livros que ensinam as crianças a lidar com dinheiro aqui.
 
Portanto, converse com seus filhos e prepare-os para o futuro, fornecendo a eles ferramentas e habilidades que os levarão a entender que o dinheiro é parte importante da nossa vida, mas não é tudo e não dá em árvores. É preciso muito esforço para ganhá-lo assim como disciplina e sabedoria para gastá-lo. Sem nunca esquecer que “as palavras comovem mas os exemplos arrastam”.  Faça a sua parte também.
  
Para terminar, um vídeo da BM&FBOVESPA:
 
E você, dá mesada para seu filho? Conta pra gente sua experiência e ajude outras famílias e, se curtiu o artigo, compartilhe com os amigos clicando nos botões abaixo.
 

__________________________________

 

 

Leia outros artigos no blog sobre economia.

__________________________________

 
Beijo das Passeadeiras!

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

25 comentários

  1. gilnei 9 de janeiro de 2016, 20:21 comentar

    Muito boas dicas para as crianças de hoje, futuros adultos de amanhã. Estas orientações ajudarão maneiras e atitudes de manterem o equilíbrio orçamentário familiar, tão indispensável para uma vida sem preocupações financeiras. Parabéns!

    • Claudia Bins 9 de janeiro de 2016, 20:26 comentar

      Essa é a idéia! Que bom que gostou :-)

      Beijo das passeadeiras!

  2. Juliana Carreras 5 de março de 2016, 02:27 comentar

    Excelente post! Parabéns! Ainda rindo alto com a máquina que comeu o dinheiro dela! Kkkkk é difícil, mas essas lições realmente são importantes para a vida deles!

    • Claudia Bins 5 de março de 2016, 11:25 comentar

      Tinha que ter visto a carinha dela Juliana!!! kkkk tadinha, mas aprendeu a lição! 😉

  3. Alê Nunes 5 de março de 2016, 13:10 comentar

    Adorei as dicas, já comecei a ensinar a Gi sobre isso, mas teu relato me fez perceber que não estipulei uma mesada, só dou de vez em quando, sem data certa. Vou combinar com ela isso.
    Minha mãe me ensinou muito bem tb, eu desde os 12 anos tinha mesada e talão de cheques, naquela época não tinha cartão de crédito. Ela definia o valor que podia ser gasto e eu comecei a aprender o valor da minha mesada :)
    bjs,
    Alê

    • Claudia Bins 5 de março de 2016, 13:28 comentar

      OI Ale, é super importante né? As vezes esquecemos o quão importante é a educação financeira para as crianças. É a base que eles levarão para o resto da vida. 😉

  4. Deia Tomaz 5 de março de 2016, 14:10 comentar

    Excelente texto. Meu Joao tem 3 anos e ja estamos começando a trabalhar alguns conceitos com ele. Ele ainda nao entende muito bem, mas devagar estamos ensinando!

    • Claudia Bins 5 de março de 2016, 18:28 comentar

      Eles aprendem Deia, mais do que a gente imagina! 😉 bjs

  5. Louise Aguiar 5 de março de 2016, 15:33 comentar

    Aqui em casa não temos mesada, mas um cofre. Caio já sabe que economizando, as moedas vão para o cofrinho! E quando chega os avós, eles são obrigados a esvaziar as carteiras e colocar todas as moedinhas no cofrinho dele! rs

    • Claudia Bins 5 de março de 2016, 18:27 comentar

      kkkk adorei essa! Aqui as gurias atacam os avós também! 😉

  6. Fanny 5 de março de 2016, 15:41 comentar

    Excelente post!!! Rafa tem 5 anos e quero começar aqui Tb a mesada

  7. Nicácio Belfort 5 de março de 2016, 16:20 comentar

    Ótimo post 😉

  8. gabriella 6 de março de 2016, 17:14 comentar

    Super dica! Ainda não me preocupo em dar “mesada” pois a minha filha ainda é muito pequena. Mas gosto de dar noçoes pra ela na hora de comprar os brinquedos ou roupas. Sempre explico quando dá e não dá pra comprar e até agora ela entende. Adorei o post!

  9. Adriano Bisker 7 de março de 2016, 14:52 comentar

    Sensacional o post!
    E amei a resposta: “comeu o meu dinheiro! hahaha
    Valiosas dicas e a principal: educação financeira vem desde cedo!
    Muito bom!!

    • Claudia Bins 7 de março de 2016, 20:58 comentar

      Obrigada Adriano! Como se diz, “é de pequenino que se torce o pepino”! :-)

  10. Mariana Ferreira 7 de março de 2016, 18:58 comentar

    Excelente Dicas.. Vou esperar o Pedro Augusto crescer vou colocar em prática.. Bju

  11. Michele Gobbato 7 de março de 2016, 19:17 comentar

    Adorei as dicas, meu filho está com 6 anos e estou pensando em dar mesada para ele, por enquanto ele ganha as moedas que sobram dos troços da feira, ou de alguma compra e ele vai juntando mais sempre vamos conversando sobre o que gastar, como gastar…

    Bjs Mi Gobbato – Espaço das Mamães

  12. @caroleassinhazinhas 8 de março de 2016, 00:24 comentar

    Da dó, mas precisamos mesmo ser rígidos com a educação financeira. Pro bem deles …

  13. Mariana 8 de março de 2016, 00:48 comentar

    Que texto Cláudia eu amei vou começar isso com o Gabriel educação financeira.
    Excelente.

    Mari

    vamosmamaes.blogspot. com.br

  14. Fabiana 8 de março de 2016, 13:00 comentar

    Olá, querida! Amei o post, educação financeira é fundamental para o futuro das nossas crianças. Assim que Pedro entender irei instituir mesada aqui!

    • Claudia Bins 8 de março de 2016, 15:45 comentar

      Assunto super importante Fabi! 😉

  15. Luciana Emely 8 de março de 2016, 19:07 comentar

    Adorei as dias… muito bom ensinar desde pequenos os pequenos sobre educação financeira. Aqui já estou começando a fazer isso tb! Bjos

  16. Guaciara 9 de março de 2016, 12:26 comentar

    Ótimas dicas e estou numa fase assim aqui em casa. Meu mais velho fará 5 anos e estamos tentando ensinar o valor do dinheiro, já que ele pensa que é uma coisa infinita e que nadamos nele, pelo jeito, rs. Ele diz, “não tem dinheiro? Tudo bem, passa o cartão!” Fácil, né? Bjs!

  17. Jacky lima 10 de março de 2016, 00:34 comentar

    Acho legal dar mesada, assim a criança aprende desde cedo o valor do dinheiro.

  18. Tatiane 10 de março de 2016, 01:55 comentar

    Adorei as dicas, assim que a Mari entender vou colocar em prática! Educação financeira é mega importante

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

error: Content is protected !!