Uma tarde em Mônaco

um dia em Mônaco

 

Uma tarde em Mônaco, saídos de Nice, para ter um gostinho do charmoso principado na Riviera Francesa, foi o que fizemos durante a roadtrip de páscoa, em 2019.

No post de hoje conto como foi o passeio, o que visitamos e um pouquinho da história e das atrações do Principado de Mônaco.

 

Leia aqui nossas dicas de passeios em Nice

 

uma tarde em Mônaco

Chegando em Mônaco

Principado de Mônaco

 

O Principado de Mônaco é um dos seis microestados da Europa e foi fundado pela Casa de Grimaldi em 1297.

Localizado na costa do mar mediterrâneo a 20 km de Nice, perto da fronteira com a Itália, é um paraíso fiscal com somente 2,02 km²,  sendo assim  o segundo menor Estado do mundo, atrás apenas do Vaticano.

O Principado de Mônaco é uma monarquia constitucional, cujo monarca atual é o Príncipe Albert II, filho único do príncipe Rainier III (1923-2005) e de sua esposa, a atriz eamericana Grace Kelly.

Grace Kelly morreu em um acidente de carro, em 1982. Estava na companhia de sua filha Stephanie, que foi salva por um jardineiro.

 

uma tarde em Mônaco

Mônaco é o segundo menor país do mundo

Curiosidades sobre Mônaco

 

– Os monegascos são minoria em seu próprio país (21,6%), o maior número são de franceses (28,4%) e os italianos (18,7%)

– O Casino de Mônaco é a principal atração, mas os monegascos são proibidos de frequentá-lo!

– O Grande Prêmio de Fórmula 1 de Mônaco, o Cassino de Monte Carlo e o World Music Awards são 3 das maiores atrações de Mônaco.

– Uma das maiores rendas per capita do mundo, em Mônaco moram muitos milionários, que buscam isenção fiscal e segurança (tem taxa de criminalidade quase zero).

– Mônaco é menor que o Central Park em Nova York.

– A defesa militar de Mônaco é feita pelas forças armadas da França.

– O Príncipe Albert II é casado com uma plebéia, Charlene Wittstock, que foi campeã de natação na África do Sul, sua terra natal.

 

Uma tarde em Mônaco

De Nice até Mônaco pela Basse Corniche

 

Uma tarde em Mônaco

 

Saímos de Nice, de carro, de onde tem 3 caminhos que você pode fazer para chegar a Mônaco, as três corniches. Nós percorremos 2 delas, uma na ida de Nice até Mônaco e outra na volta. Optamos por não passar pela Autoestrada A8, o caminho mais rápido (e sem graça) deles.

Saindo de Nice, então, seguimos sempre pela beira-mar, pela estrada M6098, ou Basse Corniche, como é conhecida por lá. Como tínhamos pouco tempo, não paramos em St.-Jean-Cap-Ferrat, no caminho.

Mas se você tem tempo, pode fazer um pit-stop para visitar a Villa Ephrussi, um museu que antigamente era o palácio da baronesa Béatrice de Rotschild e, onde inclusive, pode comer no restaurante/salão de chá lindo e com vista para o mar. Não é fast food mas também não é nenhum absurdo de caro, como você mesmo pode ver aqui no menu (2019/2020).

Atenção:

– Para entrar no restaurante é preciso comprar o bilhete de visitação ao museu.

– A Basse Corniche fica bastante engarrafada nos meses de verão

– O site viajenaviagem.com tem um roteiro bem alternativo que passa pelas 3 Corniches, entre Nice e Mônaco e pode ser uma boa alternativa para quem tem tempo e quer conhecer tudo o que tem de mais bonito na região.

 

uma tarde em Mônaco

Chegando em Mônaco

 

Seguindo pela Basse Corniche, até Mônaco, passamos por vários túneis e quase escapa a placa que marca a divisa territorial de Mônaco. Fica em uma rotunda bem simplesinha e fácil de ser ignorada.

 

Carrões circulando em Mônaco

Sobre Mônaco – dicas gerais

 

Para ser bem honesta, achei Mônaco meio tumultuada, com muitas obras e muitos carros, e olha que era abril!

A sensação é de que você não consegue parar em lugar algum. Ou fica rodando de carro ou acha um estacionamento e sai a caminhar.

E é aí que a porca torce o rabo… porque são 2km de extensão, só que… na encosta de uma montanha. Ou seja, haja perna!!!

É claro que tem transporte público e, se estiver de carro, pode subir até Mônaco-Ville e a parte mais antiga da cidade de carro (tem estacionamentos lá em cima também).

Outra opção é o Ônibus Hop on Hop Off, que existe em várias cidades turísticas mundo afora.

Para conhecer o cassino, o jardim japonês, o circuito de fórmula 1, entre otras cositas más, no entanto, a sugestão é fazer como nós e estacionar o carro no estacionamento do Centro Comercial Grimaldi Forum. Lembrando que a primeira hora de estacionamento, em Mônaco, é gratuita.

Para andar de ônibus (autocarro), a tarifa é 2€ e paga direto ao motorista.

Em Mônaco é proibido fazer piquenique na rua, praças e parques. Deve ser pra evitar farofada, né? kkkk

Finalmente, entre a parte alta e a baixa, se precisar de um lugar BBB para relaxar e ir ao banheiro, recomendo o Starbucks, ao lado do McDonald’s que fica entre o Boulevard du Larvotto e o Boulevard Louis II, antes do Jardim Japonês. Os banheiros são de livre acesso e tem uma esplanada bem agradável para descansar e curtir a vista. #ficaadica

 

Centro Comercial Grimaldi Forum

O que visitar em Mônaco

 

Vou dividir em Parte Baixa e Parte Alta, para facilitar e já aviso que não visitamos nada da parte alta, por pura falta de tempo. Ainda assim pesquisei antes de ir e deixo aqui as sugestões:

 

Parte Baixa:

 

Fórmula 1 em Monte-Carlo

 

O famoso túnel do Grand Prix de Fórmula 1

 

– O circuito de Fórmula 1 – As curvas vertiginosas  (incluindo a famosa curva Hairpin) e o túnel são visitas obrigatórias. O grande prêmio de Mônaco acontece em maio e, como era abril, o circuito estava sinalizado (não sei dizer se fica assim o ano todo…).

 

Café Paris

 

Café Paris – Place du Casino – Uma charmosa brasserie, no estilo Belle Époque, o famoso café/restaurante é vizinho do Cassino de Monte Carlo há mais de 150 anos, na Place du Casino. Duas curiosidades: Reza alenda que aqui foi inventado o famoso Crêpe Suzette. E o atual Chef Franck Lafon começou a trabalhar no Hôtel de Paris com 17 anos!

 

Casino de Monte Carlo

 

– O Cassino de Monte-Carlo – Place du Casino – Construído em 1893, segundo um projeto de Charles Garnier, o arquitecto da Ópera de Paris. seu edifício abriga também a  Ópera e o Ballet de Monte Carlo. Mantido pela Société des bains de mer de Monaco, uma instituição pública do governo monegasco e da família real de Grimaldi, durante as manhãs (das 9h às 12h) funciona como um museu para a visitação pública. A entrada no saguão é gratuita e não precisa estar nos trinques se você só vai visitar. Para  ir além do saguão, paga-se 10€ e para jogar é preciso vestir trajes sociais. Não é permitido fotografar.

 

Hôtel de Paris

 

Hôtel de Paris Monte-Carlo – Place du Casino – Hotel de luxo, inaugurado em 1863, faz parte da listinha básica do Conde Nast Traveller. É lugar para ricos e famosos, claro. Figurinha carimbada em filmes de James Bond e até na animação Madagascar.

 

Jardim da Pequena África – Localizado na Avenue de la Madone, com entrada gratuita, um pequeno jardim com plantas tropicais. O escritório de turismo de Mônaco fica em um dos lados do jardim, o lado da Avenue de la Costa.

 

Jardim Japonês e Champions Promenade

 

Jardim Japonês – ao lado do Grimaldi Forum, com entrada gratuita, vale uma passada para conhecer.

 

– Champions Promenade – Na beira mar, passando o Jardim Japonês fica o Champions Promenade, um tipo de calçada da fama com os pés de jogadores de Futebol famosos, tais como Pelé, Rivelino, Romário, entre outros.

 

Plage du Larvotto – Foto: seemonaco.com

Plage du Larvotto– Praia pública da cidade, com entrada livre (na Riviera é comum encontrarmos praias com acesso restrito), bares e restaurantes e excelente infra-estrutura. 

 

Plage du Solarium – Praia artificial situada aos pés do Fort Antoine.

 

Parte Alta:

 

– Monaco-Ville – é a parte mais antiga e mais alta da cidade. Conhecida como “le rocher”, acessível por um dos 12 elevadores espalhados pela cidade. Típico centro histórico europeu, com casinhas grudadas e coloridas e ruelas tortuosas, cafés, mercadinhos… E vistas de tirar o fôlego.

Palácio do Príncipe – Residência oficial da monarquia monegasca, tem as áreas públicas abertas à visitação, como a Sala do Trono, a Sala Luís XV, entre outras. Teve origem como um palãcio genovês do século XIII.

Catedral Saint Nicholas – 4, rue Colonel Bellando de Castro. A catedral e Panteão do Principado. Tem estilo Romano-Bizantino, em pedras brancas. É onde fica o túmulo da Princesa Grace.

Museu Oceanográfico – Inaugurado em 1910 o “Temple a la mer” é composto de mais de 6500m2 de aquários, exposições e um museu todo dedicado ao mar. Informações sobre tickets e horários, aqui.

– Jardim de Rosas da Princesa Grace – construído pelo príncipe Rainier III em memória de sua falecida esposa, a Princesa Grace, o Jardim das Rosas, abriga 315 variedades de roseiras, com nomes de artistas famosos, dentre os quais, Grace Kelly.  Lá também fica a estátua de bronze, do escultor Kees Verkade, representado a princesa.

Terrasses de Fontvieille – Onde podemos ver a coleção de carros do Príncipe do Mónaco, com cerca de cem carros de várias épocas, incluindo alguns carros de corrida que competiram no Rali de Monte-Carlo e no Grand Prix de Fórmula 1 de Mônaco.

 

Hôtel Paris Monte-Carlo

Onde se hospedar em Mônaco

 

Quem pensa em se hospedar em Mônaco não deve estar preocupado com o bolso, certo? Por isso deixo aqui algumas sugestões não considerando restrições orçamentárias.

Mas saiba que Mônaco tem opções de redes como Novotel e outros mais simples (leia-se, não tão caros).

Agora, se não é o seu caso, não se preocupe! Nice fica a 20 kms de distância e você pode tranquilamente ficar lá e fazer um bate-volta. Veja no post sobre Nice as dicas de hospedagem lá.

 

Hôtel de Paris Monte-Carlo – Icônico, histórico e chiquérrimo. Se você pode, só vá! 

Fairmont Monte-Carlo – Quer se hospedar onde Ayrton Senna ficava, com vista para o mar e para a curva Hairpin?Este é o lugar.

Hotel Columbus Monte Carlo – Uma das opções mais em conta com excelentes avaliações no booking.com.

Novotel Monte Carlo – Hotel da rede Novotel, confortável e bem localizado.

 

Leia também sobre outras visitas que fizemos na França aqui.

 

Já segue @as_passeadeiras nas redes sociais? A gente conta sobre nosso dia a dia em Portugal e sobre os desafios e delícias da vida de imigrante, além de fotos e dicas de viagens. Passa lá!

 

Disclaimer I:

Os links de afiliados aqui no post geram pequenas comissões quando utilizados pelos leitores para suas reservas. Esses valores ajudam-nos a continuar a fornecer dicas e informações através do blog e redes sociais. Obrigada por utilizar os links!

 

 

Planeje sua viagem

 

Procurando hotéis ou apartamentos na França, ou em qualquer lugar deste mundão? Faça suas reservas clicando no link abaixo, escolha opções com cancelamento grátis e leia os reviews e comentários sobre cada oferta. Assim você garante o melhor preço e a melhor opção de hospedagem para sua viagem através do nosso parceiro Booking. Se quiser procurar em outra cidade é só clicar e alterar o nome da cidade aqui:

 

Booking.com 

 

Prefere aluguel de temporada? O Booking permite aluguel de apartamentos ou casas por até 30 dias. Mas se você precisa por mais tempo, veja aqui nossas dicas para alugar apartamento no Airbnb.

Se vai viajar não esqueça de fazer seu seguro viagem. Faça sua cotação aqui e escolha o tipo de cobertura que mais lhe convém na World Nomads, parceiro aqui do blog.

Aluguel de carro: Alugue um carro na RentCars, nosso parceiro. Compare os preços e tenha mais liberdade nos seus passeios

Ingressos: Compre seus ingressos clicando aqui e evite filas nas atrações mais bacanas da cidade.

 

 

Se você precisa transferir dinheiro do Brasil para Portugal ou qualquer outro país e não tem certeza de qual serviço utilizar, nós recomendamos o TransferWise. Isto não é uma propaganda ou um post patrocinado, é o serviço que usamos mensalmente para fazer transferências do Brasil para Portugal, já que nossos rendimentos vem do Brasil.

TransferWise cobra o IOF e uma taxa de serviço, que tem sido menor que qualquer outro banco que temos consultado. Também garante a taxa do câmbio por 72 horas. Para transferir, você precisa criar uma conta no TransferWise, confirmar seus dados (da primeira vez, não precisa, somente depois da segunda – eles podem pedir a cópia de um documento de identificação e comprovante de endereço).

Para quem quer transferir mais que um determinado montante por ano também  precisa confirmar comprovante de rendimentos (extratos bancários ou Declaração de IR). Até a data deste post era algo em torno de 25 mil reais/ano. Também vai precisar ter os dados de sua conta no exterior (IBAN e Bank Code). O processo é rápido e fácil. As primeiras remessas demoram até uma semana e as seguintes são mais rápidas.

 

 

Posts sobre a Bélgica

 

Um dia em Bruges

Roteiro 5 dias na Bélgica

Atomium – O prédio/escultura mais famoso da Bélgica

Comics Art Museum

 

Posts sobre a Espanha

 

Um dia em Santiago de Compostela

Onde se hospedar em Santiago de Compostela

Roteiro de 2 dias em Salamanca

Aparthotel Zenit Hall 88 Salamanca

Roadtrip abril 2019 – Parte 1 (Espanha)

Roadtrip abril 2019 – Parte 2 (França)

Roteiro de carro pela Andaluzia

Três dias em Sevilha

Roteiro para visitar Ronda, o Pueblo Blanco imperdível da Andaluzia

Zahara de la Sierra – um dos pueblos blancos de Andaluzia

Setenil de las bodegas

Acinipo, a Ronda Romana

Grazalema, uma graça de Pueblo Blanco

Arriate, o menor Pueblo Blanco que visitamos

Roteiro de carro visitando Cáceres, Madrid, Segóvia, Ávila e Toledo

Hotel em Sevilha – Petit Palace Marques Santa Ana

 

Posts sobre Portugal

 

Natura Glamping  – Acampamento de luxo em Portugal

Roteiro visitando o Porto e o Vale do Douro

Aldeias históricas da Beira – 7 Aldeias para visitar em 2 ou 3 dias

Alentejo: Monsaraz e Herdade do Esporão, para vinhos e azeites

Roteiro Centro: Mosteiros de Alcobaça, Batalha, Nazaré e Fátima

Roteiro Vila Nova de Gaia, Amarante, Santa Maria da Feira, Bussaco, e Coimbra

Norte: Roteiro visitando Porto, Barcelos, Ponte de Lima, Braga, Guimaraes e Viana do Castelo

Roteiro de Évora ao Porto, visitando Arraiolos e Tomar

Roteiro do Algarve à Évora, visitando Silves e Beja

Roteiro Lisboa ao Algarve conhecendo Castelos

Clique aqui para ver os roteiros, restaurantes e passeios em Lisboa

Veja aqui sugestões de passeios bate-e-volta desde Lisboa

Portugal Experiences – Experiências inesquecíveis em Portugal

 

Portugal por estação

 

Lugares para visitar no outono

Lugares para visitar na primavera

Lugares para visitar no verão

Hotéis para curtir a neve em Portugal

 

Clássicos de Portugal

 

Óbidos em um dia

Mercado Medieval de Óbidos

Um dia em Cascais

Um dia em Sintra

Um dia em Évora

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

0 Comentário

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!