Malta dia 01 o que visitar

Visitei Malta pela segunda vez em março de 2024 e contei informações gerais e o resumo do roteiro da nossa viagem neste post aqui. No post de hoje eu vou contar os detalhes do primeiro dia de passeios por lá. O que visitar, onde comer, curiosidades e informações relevantes a quem vai também e quer organizar sua viagem.

 

Leia aqui o post da nossa primeira viagem à Malta em 2020

Clique aqui para ler o post referência da viagem de 7 dias com as amigas

Clique aqui para ler o Post com os detalhes do Roteiro do Dia 01

Clique aqui para ler o Post com os detalhes do Roteiro do Dia 02

Clique aqui  para ler o Post com os detalhes do Roteiro do Dia 03

Clique aqui para ler o Post com os detalhes do Roteiro do Dia 04

Clique aqui para ler o Post com os detalhes do Roteiro do Dia 05

 

Roteiro do dia 01 em Malta – Google Maps

 

Malta dia 01 – O que visitar

Começamos o dia com um belíssimo café da manhã no nosso hotel, depois de dormir até um pouco mais tarde para recuperar da viagem e partimos rumo às Três Cidades: Birgu (ou Vittoriosa), Cospicua e Senglea, de carro. Nosso hotel fica localizado em Sliema, achamos por bem começar com algo mais próximo até para acostumar na direção inglesa. Foi uma ótima escolha!

 

Roteiro no Google Maps aqui.

 

Visitando Birgu (Vittoriosa) – Forte Sto Ângelo, Vista de Valleta, Almoçando na Marina de Birgu e vista da Marina.

 

1. As Três Cidades

As Três Cidades de Malta, localizadas no Grande Porto, são um conjunto de três cidades fortificadas: Cospicua, Vittoriosa (ou Birgu em Maltês) e Senglea que foram fundadas pelos Cavaleiros de Malta no século XVI e desempenharam um papel crucial na defesa da ilha contra invasores. As cidades foram palco de batalhas épicas, incluindo o Grande Cerco de Malta em 1565, quando os Cavaleiros repeliram um ataque otomano maciço. Mas o que visitar nas Três cidades?

  • – Fortes e Fortificações: As Três Cidades são repletas de fortalezas, bastiões e muralhas que testemunham seu passado militar. Nós optamos por começar nosso passeio pelo Forte de Santo Ângelo em Birgu (Vittoriosa), localizado no final da marina de Birgu emuma posição estratégica para a defesa do Porto e de Valleta. 
  • – Arquitetura Antiga: Ruas de paralelepípedos, praças pitorescas e edifícios históricos bem preservados, como a Igreja de São Lourenço em Birgu.
  • – Museu Marítimo: Em Vittoriosa, que oferecem insights sobre a história naval de Malta e os Cavaleiros de São João.
  • – Marina e Porto: A marina de Vittoriosa é um local encantador para passear ao longo do porto e observar os iates e barcos tradicionais malteses. Também é um ótimo local para almoçar ou mesmo tomar um café. Nós almoçamos no Boa Malta  e foi muito bom, apesar de meio confuso no atendimento (havia bastante gente, era domingo).
  • – Vista deslumbrante para Valleta: Como você pode ver no mapa acima, Valleta é um braço de terra (uma península na ilha) e as Três Cidades ficam de frente para a capital de Malta. 

 

Passeando pelas Três Cidades

 

Onde estacionar:

Nós conseguimos estacionamento na Marina mesmo, era domingo e estava liberado. Mas no caminho há  várias opções, só precisa cuidar se é parquímetro ou não. Falando em estacionamento, em Malta é preciso saber que quando a vaga está pintada de branco você pode estacionar (pode ou não ter parquímetro), mas se a vaga estiver pintada de amarelo ou azul não pode estacionar (somente os casos especiais).

 

Detalhes do Forte Santo Ângelo em Birgu

 

Forte Santo Ângelo

Com entradas à 10€ (adultos) e 6€ (crianças e sêniors), o Forte Santo Ângelo pode ser visitado e já adianto que vale a pena. Seja pela sua localização privilegiada (com vistas deslumbrantes a partir de suas muralhas) mas também pela oportunidade que temos de aprender mais sobre a história de Malta, descrita em painéis e salas de projeção, com algumas delas mostrando como era a vida dos soldados que passaram por lá. Uma curiosidade, o Forte fica mesmo de frente para o local de onde são feitos os tiros de canhão de Valleta, então se você visitar o Forte na hora dos canhões poderá ver o espetáculo por outro ângulo. O local servia de fortificação desde 1274 e depois de 1530 serviu de quartel-general para a Ordem de São João que expandiram a fortificação e durante a Segunda Guerra Mundial sofreu 69 bombardeios. Hoje em dia é uma atração turística que guarda boa parte da memóriada história de Malta. Dentro do Forte há banheiros, lojinha de souvenires e um café (estava fechado quando fomos).

 

Xutu Tower

 

2. Torres de Observação 

Em Malta existem cerca de 30 torres de observação ainda em pé. No entanto, nem todas estão abertas ao público. Algumas estão em ruínas, outras são propriedades privadas e outras ainda são usadas pelas Forças Armadas de Malta. Construídas ao longo da costa e em pontos estratégicos do interior no séc. XVI, essas torres serviam como sentinelas, alertando os habitantes sobre a aproximação de invasores. Você pode escolher visitar algumas delas e, as que eu considero de mais fácil acesso e bonito entorno são as de Saint Julian’s e a Torre Xutu, perto da Blue Grotto. Não entramos em nenhuma, somente por fora. Você certamente vai passar por muitas delas ao longo dos passeios que fizer por lá.

 

Salina na Triq Is Salini – fácil acesso

 

3. Salt Pans (Salinas) Triq Is Salini

As salinas de Malta são áreas costeiras onde a água do mar é canalizada para piscinas rasas, permitindo que a água evapore e deixe para trás o sal. Este processo natural é facilitado pela alta taxa de evaporação e pelas condições climáticas favoráveis de Malta. As salinas representam não apenas uma técnica tradicional de produção de sal, mas também uma parte importante da identidade cultural e histórica da ilha. Estão espalhadas por diversos pontos, sendo de fácil acesso. Sua história vem desde os tempos dos fenícios e dos romanos, cuja tradição foi passada de geração em geração e ainda é mantida por algumas famílias maltesas. A produção tradicional envolve a coleta manual do sal. Os trabalhadores, conhecidos como “xwieni”, utilizam as “pans” ou “panelas” na rocha e a maré se encarrega de levar a água do mar. Conforme ela evapora, o sal se acumula. Este sal é então recolhido manualmente, muitas vezes com pás ou ancinhos e é levado para o envase e comercialização. Algumas salinas para visitar:

  • – Salinas de Marsaskala
  • – Salinas de Qbajjar
  • – Salinas de Xlendi
  • – Salinas de Marsalforn

 

St. Thoma’s Bay – a foto não mostra a beleza do local

 

4. Saint Thomas Bay

Seguindo em frente, depois de visitar as salinas de Marsaskala, chegamos até Saint Thomas Bay. Infelizmente o dia estava nublado e ventoso, mas em dias bonitos vale a pena visitar os diversos View Points para apreciar as belezas da região.

 

A encantadora baía de Marsaxlokk

 

5. Marsaxlokk

Fica um pouco depois de Saint Thomas Bay e é um lugar encantador. Um vilarejo de pescadores com uma rica tradição de feirinhas e restaurantes deliciosos. No primeiro dia passamos rapidamente por lá por conta do clima desfavorável, mas retornamos depois, no dia seguinte, já com sol. Informações mais detalhadas no post seguinte.

 

DistrictFive Café na Pretty Bay

 

6. Pretty Bay

Pretty Bay é uma das praias com areia em Malta (a maioria é de pedras e rochas) mas, apesar do nome, esta baía fica em frente a um porto de carga, então eu não acho-a tão bonita assim… No entanto, lá tem um restaurante chamado District Five que eu visitei com a família em 2020 e amei! Vale a pena conhecer…

 

Jantar em Sliema

 

7. Jantar em Sliema

Nosso dia terminou com um jantar perto do hotel, em Sliema, no Felice Brasserie. Um restaurante muito gostoso (e bonito) à beira-mar. Pedimos comida italiana que estava deliciosa e um vinho Maltês (bem mais ou menos). 

 

E assim foi nosso primeiro dia de passeio em Malta! Um dia muito bem aproveitado :-).

No próximo post, muita coisa bacana para conhecer, aguardem!

Beijo,

Clau

 

 

Todos os Posts sobre Malta, aqui

Todos os posts sobre a Belgica, aqui

Todos os Posts sobre Morar em Portugal, aqui

Todos os posts sobre a Itália, aqui

Todos os posts sobre a Espanha, aqui

Todos os posts sobre a França, aqui

Todos os posts sobre a Hungria, aqui

Roadtrip por 14 países na Europa, aqui

Todos os posts sobre o Brasil, aqui

 

Procurando sugestões de passeios por Portugal?

 

Roteiro Vila Nova de Gaia e Coimbra, com paradas estratégicas (e lindas)

Roteiro em Sintra, pelo centro histórico

Roteiro de um dia em Cascais pelo centro histórico

Lisboa com crianças – 10 passeios imperdíveis com os miúdos

10 lugares para visitar no verão em Portugal

Como é o voo TAP para o Brasil, com crianças

Mercado Medieval de Óbidos

Butchers – Carne de primeira em Lisboa

Estufa fria de Lisboa

L’Éclair Patisserie – Um pouco de Paris em Lisboa

Pastelaria Versailles, um dos cafés mais bonitos de Lisboa

Roteiros, hotéis e passeios no Algarve 

Roteiros, hotéis e passeios no Alentejo

Veja o relato completo do roteiro de Évora ao Porto aqui.

15 razões para visitar Aveiro, a Veneza de Portugal

Colhendo cerejas em Portugal

Procurando onde se hospedar com crianças em Lisboa? Veja aqui nossa dica!

Zoológico de Lisboa – Passeio imperdível com crianças!

Sesimbra – Um bate-volta de Lisboa no melhor estilo BBB – e lindo demais!

Museu do Oriente – Um dos melhores museus de Lisboa

Roteiro pelo Bairro Príncipe Real em Lisboa

Fábrica da Nata – Um dos Cafés mais lindos de Lisboa

Dica de passeio bate-volta desde Lisboa: Visitando Óbidos, a cidade das rainhas

Vá de Lisboa ao Algarve visitando castelos – Um roteiro inesquecível!

Hospede-se em um palácio no Algarve, sem ficar pobre!

Algarve com crianças: Passeando em Faro

Algarve com crianças: um dia em Tavira, a cidade das lendas e do rio de dois nomes

Hotel Vila Galé Évora – Simplesmente inesquecível

Férias em Portugal: 45 dias, 4 alegrias e 1 tristeza

Algarve com crianças: Júpiter Algarve Hotel, a pérola de Portimão

Viajando com crianças? Veja aqui nossas dicas para arrumar as malas

15 dicas para viajar de avião com crianças

 

Pensando em morar em Portugal? Veja aqui nossas dicas quentinhas

 

Comprar carro em Portugal

4 Dicas práticas para quem pensa em vir morar em Portugal

Leia aqui o checklist que fizemos antes de nossa mudança

Checklist depois da mudança – o que você vai ter que fazer assim que chegar lá

Adaptação da família em Portugal

Dicas para alugar apartamento em Cascais

Como abrir conta bancária em Portugal – Nossa experiência com o Activo Bank

Como transferir dinheiro do Brasil para Portugal – Nossa experiência com o TransferWise

SEF – Autorização de Residência e a novela do visto

 Leia aqui como obtivemos o visto D7 para residir em Portugal

Como obter o visto de imigrante empreendedor

Vai dirigir em Portugal? Saiba como trocar sua CNH pela Carta de Condução Portuguesa

Dicas para mobiliar sua casa em Portugal

Supermercados em Portugal

PB4 – O que é e como pedir o seu

Como é o atendimento médico de urgência em Portugal (ou como foi nossa experiência)

Apartamento para alugar na ribeira do Douro no Porto

Como alugar um apartamento pelo Airbnb – Dicas testadas e aprovadas por nós

Como é o atendimento médico de urgência em Portugal (ou como foi nossa experiência)

10 coisas estranhas em Portugal!

Já pensou em alugar apartamento e passar as férias como um local? Aqui ensinamos como nós fazemos!

 

 

 

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Claudia Bins

0 Comentário

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!